Centro de Atenção ao Diabético registra mais de 5 mil atendimentos

O programa é disponibilizado no Centro de Saúde Lineu Araújo

Image title

O Centro de Atenção ao Diabético (CAD), programa disponibilizado pela Prefeitura de Teresina no Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo, realizou 5.234 atendimentos entre os meses de janeiro a setembro de 2015. No local, são oferecidos atendimentos a paciente com diabetes descompensado (instabilidade grave), de segunda a sexta-feira, durante os turnos manhã e tarde.

Em Teresina, o paciente diagnosticado com diabetes deve realizar o acompanhamento da doença na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua residência. Ele deverá ser direcionado ao CAD o mais rápido possível, se estiver com a doença descompensada, apresentando glicemia acima de 300mg/dl . Assim, o médico da Atenção Básica o avaliará e, de acordo com a necessidade, o encaminhará para o Centro.

O diretor clínico do Lineu Araújo, Walfrido Salmito, avalia o trabalho desenvolvido pelo CAD: ”O CAD é resolutivo, possui profissionais qualificados que disponibilizam um serviço de excelência para os diabéticos”, afirma. Ele informa ainda que no CAD existem profissionais de angiologia, endocrinologia, cardiologia, oftalmologia, nutrição, assistência social e enfermagem.

Segundo a supervisora de enfermagem do Lineu Araújo, Ana Maria de Oliveira Carvalho, o tratamento correto evita possíveis complicações: “O diabetes não tem cura, mas tem tratamento adequado que mantém o paciente estável e previne o surgimento de complicações, como insuficiência renal, disfunção nervosa, cegueira, pé diabético, entre outras”.

 Tratamento do “pé diabético” no CAD

 Além do atendimento com equipe multiprofissional, o Lineu Araújo possui programa voltado para o tratamento do “pé diabético”, que consiste em complicação do diabetes e ocorre quando uma área machucada ou infeccionada nos pés desenvolve úlcera (ferida). O atendimento ocorre segunda e sexta-feira no turno da tarde e de terça à quinta pela manhã. 

O acesso ao programa do "pé diabético" é de entrada direta do paciente, ou seja, não é necessário ser encaminhado por uma UBS. “Se o paciente sentir necessidade, estiver com alguma complicação (ferimento, frieira, rachadura ou varizes), basta procurar o Lineu Araújo no horário de funcionamento, que será atendido para que sejam feitos curativos, cuidados na circulação, indicação de medicamentos e acompanhamento do paciente”, explica Ana Maria, supervisora de enfermagem do Lineu Araújo.

Ana Maria explica que os casos com indicação de procedimento cirúrgico são encaminhados para o Hospital de Urgência de Teresina Prof. Zenon Rocha (HUT) ou para o Hospital Universitário (HU).

No Lineu Araújo, o paciente diabético conta também com profissional que ensina a cuidar dos pés, basta que ele procure o CAD de segunda a sexta, no turno da manhã, que terá todas as informações necessárias. Ana Maria informa que o paciente diagnosticado com a doença precisa ter o auto-cuidado com os pés para evitar complicações e mesmo amputação do membro.

Fonte: Portal MN