Chamada de velha, ex-funcionária da Marisa recebe R$ 20 mil

Dispensada sem justa causa em abril de 2009, ela ajuizou ação contra a loja

Uma auxiliar da Marisa Lojas de Patos de Minas (MG) receberá indenização de R$ 20 mil por danos morais por ter sido chamada de "muito velha" e por ter tido a aparência criticada por um chefe, segundo informações do Tribunal Superior do Trabalho (TST) divulgadas nesta quinta-feira. A decisão do tribunal confirmou sentença arbitrada em primeiro grau.

Segundo o TST, a auxiliar alegou que logo após sua contratação como analista de crédito, em outubro de 2008, sentiu que era tratada de forma diferente, pois não era convidada para as reuniões de treinamento e o chefe a tratava de forma desrespeitosa. Ao procurar o gerente e reclamar, a funcionária ouviu que seria "muito velha" para reclamar. Além disso, ela também ouviu que era muito feia.

Dispensada sem justa causa em abril de 2009, ela ajuizou ação contra a loja e foi constatado pela Vara do Trabalho de Patos de Minas (MG) o dano moral. A loja recorreu, mas foi mantida a decisão. Segundo decisão do TST, provas no processo comprovaram que a funcionária foi "hostilizada de forma singular e, ainda, publicamente, diante de clientes". Para o ministro, foi comprovada a hostilidade e "restou notória a mácula à sua imagem, configurando de forma irrefutável o dano moral sofrido".

Fonte: Terra, www.terra.com.br