Chuva danificou mais de 11 mil casas em Pernambuco

Em Pernambuco e em Alagoas, foram confirmadas 45 mortes

Mais de 11,4 mil casas foram destruídas pelas cheias que atingiram Pernambuco nos últimos dias, segundo balanço divulgado pela Coordenadoria de Defesa Civil (Codecipe) nesta quinta-feira (24). O relatório informa ainda que cerca de 2,1 mil quilômetros de estradas ficaram comprometidos e 79 pontes foram atingidas por enxurradas. O número de desabrigados e desalojados passa de 80,3 mil.

Até esta manhã, foram confirmadas 16 mortes no estado. Em Alagoas, foram 29 óbitos. Com isso, chega a 45 o número de mortos pela chuva, desde a semana passada, nos dois estados.

O número de municípios pernambucanos que relataram danos causados pelas chuvas subiu para 59. Desse total, nove decretaram situação de calamidade pública e 30, de emergência. Entre as cidades que apresentaram situação mais crítica, estão Água Preta, Correntes, Jaqueira, Palmares, Barreiros, São Benedito do Sul, Vitória e Cortês.

Já foram distribuídas mais de 300 toneladas de donativos no estado. Além de alimentos e água, as famílias prejudicadas receberam colchões, cobertores, toalhas, lençóis, roupas e remédios.

Alagoas

Em Alagoas, 56 integrantes da comunidade quilombola de Muquém, em União dos Palmares, foram localizados. O presidente do Instituto de Meio Ambiente (IMA), Adriano Augusto de Araújo Jorge, disse ao G1 que o grupo estava na lista dos desaparecidos. Os quilombolas teriam subido em duas árvores para escapar da enxurrada. "Eles passaram muita dificuldade", diz Araújo Jorge.

Fonte: g1, www.g1.com.br