Chuva deixa 4,2 mil fora de casa e bloqueia 5 estradas no RS

Pelo menos 67 cidades estão em situação de emergência

 As chuvas intensas desde a última segunda-feira no Rio Grande do Sul já deixaram 2.231 pessoas desabrigadas e 2.054 desalojadas, segundo informações da Defesa Civil do Estado divulgadas neste domingo.

De acordo com a organização, foram danificadas 4.416 residências e outras 70 estão completamente destruídas. No total, 13 pessoas ficaram feridas e foram registradas duas mortes. Onze dos 39 municípios afetados declararam situação de emergência desde o início da semana por riscos de deslizamentos, enchentes e vendavais.

As cidades em emergência são Frederico Westphalen, Itaara, Victor Graeff, Ibirubá, Porto Xavier, Santa Maria, Lavras do Sul, Seberi, Ibirapuitã, Herval e Caiçara. Segundo o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer-RS), ao final da tarde do sábado, cinco rodovias apresentavam trechos intransitáveis.

A RS-129 estava interditada entre Estrela e Roca Salles, a RS-347 entre Vila Flores e Antônio Prado, a RS-431 entre Bento Gonçalves e São Valentim do Sul e RS-441 entre Guaporé e Vista Alegre do Prata.

Santa Catarina

A chuva também causou estragos em Santa Catarina, onde três cidades foram atingidas por tornados no começo da semana. Cerca de 183 mil pessoas foram afetadas pelos temporais, que deixaram ainda 1.901 desabrigados, 10.648 desalojados, 291 deslocados, 173 feridos e cinco mortos.

Pelo menos 67 cidades estão em situação de emergência. Com a trégua na precipitação neste domingo, o nível do rio Araranguá baixou e o trecho da BR-101 que estava interditado no Estado foi liberado para caminhões e ônibus. No entanto, a rodovia continua fechada para o trânsito de carros.

Fonte: Terra, www.terra.com.br