Ciclovias são subutilizadas na Avenida Duque de Caxias

As ciclovias existentes na Avenida Duque de Caxias, zona Norte de Teresina, não estão sendo respeitadas pelos condutores e nem ao menos sendo utilizadas pelos ciclistas

As ciclovias existentes na Avenida Duque de Caxias, zona Norte de Teresina, não estão sendo respeitadas pelos condutores e nem ao menos sendo utilizadas pelos ciclistas, que preferem trafegar no meio da rua junto aos demais veículos.

Ciclovias


Essa cena não é nem um pouco incomum. E a reportagem pôde flagrar a situação diversas vezes, em apenas poucos minutos de observação. As bicicletas passam a centímetros de carros e motos, e o risco iminente não parece preocupar.

Segundo o bancário Marcos Victor da Costa, a situação mencionada é ainda pior nos horários de pico. “A Avenida Duque de Caxias tem um trânsito muito intenso pela manhã e nos horários entre 18h e 19h. E o que a gente percebe é que nossa região tem muitos ciclistas.

E eles mesmos não usam as ciclofaixas”, relata. “Os ciclistas também vêm muito pela contramão. São necessárias medidas educativas para a segurança deles.

Mas a Strans não parece estar preocupada com isso. Essa situação é muito ruim a partir do balão com a Marechal Castelo Branco”, reclama Marcos Victor.

Quem também percebe o problema é José Bispo, dono de uma oficina de bicicletas próximo ao local. “A gente percebe que eles só andam na rua, mesmo, e isso é um perigo para eles. Aqui a gente já viu muitos acidentes, principalmente no sinal do cruzamento”, afirma.

STRANS reitera uso de ciclovias e ciclofaixas

"Atualmente não estamos com nenhum material direcionado para isso [uso de ciclovias e ciclofaixas]. São muitas demandas, então, sempre vamos pelas coisas que causam mais acidentes.

Os pedestres, por exemplo, são bem mais vulneráveis que os ciclistas, que também são importantes", afirma Samyra Motta, gerente de educação no trânsito da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Teresina.

A gerente explica que o problema é geral. "O que acontece é que o maior sempre desrespeita o menor. Mas a gente não deixa de fazer nosso trabalho de conscientização como um todo.

A gente reitera a importância do uso das ciclovias e das ciclofaixas pelos ciclistas, e também o respeito dos condutores em não estacionar nessas vias. Isso acontece muito na Avenida Marechal Castelo Branco também", finaliza Samyra.

Fonte: Pollyana Carvalho e Lucrécio Arrais