Cineasta Fábio Barreto segue em estado grave após acidente

Barreto teve traumatismo craniano e passou por exames de tomografia de crânio e tórax

Segundo boletim médico divulgado na tarde deste domingo (20), o cineasta Fábio Barreto - vítima de um acidente de carro em que teve traumatismo craniano - passou por uma bateria de exames ao ser internado no hospital Copa D"Or, na Zona Sul do Rio. Segundo o boletim, "seu estado neurológico é grave, mas sem complicações até o momento".

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, ele passou por exames de tomografia de crânio, tórax e coluna cervical, além de angiografia dos vasos do pescoço.

O cineasta foi internado às 9h20 deste domingo no Copa D"Or, para onde foi transferido após ser atendido no Hospital Miguel Couto, onde, durante a madrugada, foi submetido a uma craniotomia descompressiva para tratamento de hematoma subdural agudo.

Às 10h45, ele foi internado na Unidade de Terapia Neurointensiva do Copa D?Or. Segundo o boletim divulgado pela assessoria do hospital, hemodinamicamente, sua situação é estável, com pressão arterial e frequencia cardíaca normais. Ele está sedado, sob coma induzido, e respira por aparelhos. Não há previsão de alta.

Por volta das 16h deste domingo, o deputado federal Ciro Gomes e sua mulher, a atriz Patrícia Pilar, chegaram ao hospital em Copacabana. Segundo a assessoria do cineasta, Fábio Barreto estava voltando do aeroporto quando ocorreu o acidente.

Guarda-vidas conta como foi acidente

O guarda-vidas Wagner Generoso, de 26 anos, que participou do resgate ao cineasta, esteve no hospital neste domingo (20) para saber sobre seu estado de saúde.

Wagner disse que estava na janela de sua casa quando viu o carro de Fábio ser fechado por outro veículo, que ele não identificou. De acordo com o guarda-vidas, Fábio perdeu o controle, atravessou a mureta divisória da Rua Real Grandeza, em Botafogo, Zona Sul do Rio, próximo ao Cemitério São João Batista. Após bater numa grade, ele capotou.

Wagner contou que desceu para prestar socorro. Um taxista parou seu carro e emprestou uma lanterna para tentar verificar a situação. Wagner chegou a achar que o cineasta estava morto, mas verificou que ele ainda respirava. Em seguida, o Corpo de Bombeiros foi acionado.

O guarda-vidas disse que tentou se comunicar com o cineasta, mas ele estava completamente inconsciente. Ele disse ainda que torce para que aábio fique logo bom.

Contusões na cabeça

O cineasta Fábio Barreto, de 52 anos, teve várias contusões na cabeça, informou o nerocirurgião Paulo Niemeyer.

"Ele teve uma piora, mas é normal numa situação como essa. Um exame amanhã (segunda-feira) vai ser muito importante para saber a evolução do quadro dele", disse Niemeyer.

Ele está internado no Hospital Copa D´Or, na Zona Sul do Rio.

Segundo Niemeyer, os médicos estão controlando para que não haja novas hemorragias. E um hematoma subdural preocupa a equipe.

Ainda segundo Niemeyer, ele corre risco de morte, e disse que Fábio deu entrada no Miguel Couto em "situação desesperadora e em coma profundo". Ele passou por uma cirurgia que durou cerca de três horas e meia e foi bastante delicada.

O cineasta estava num Pajero Mitsubishi que capotou por volta de 22h50 de sábado (19) na Rua Real Grandeza, em Botafogo, perto do acesso ao Túnel Velho .

Inicialmente, ele foi levado para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, onde foi operado. A cirurgia, a pedido da família, foi acompanhada por Niemeyer.

Barreto foi transferido na manhã deste domingo (20) para o Copa D´Or, e passou por exames. Ainda segundo a assessoria, seu estado é grave, e ele está internado na UTI neurológica do hospital.

Os pais dele, o cineasta Luiz Carlos Barreto e Lucu Barreto chegaram ao hospital por volta de 14 horas, mas não falaram com a imprensa. Ele é irmão do também cineasta Bruno Barreto.

A atriz Dora Pellegrino, ex-mulher do cineasta também está no hospital. Ela tem uma filha de 20 anos com Fábio. Muito nervosa, Dora não quis dar entrevista. Atualmente Fábio é casado com a também atriz Debora Kalume.

Fábio dirigiu o filme "Lula, o filho do Brasil". Com um orçamento de R$ 12 milhões, o longa estreia no Brasil no dia 1º de janeiro. Baseado no livro homônimo de Denise Paraná, o filme reconta a infância pobre de Lula, recria a relação com a mãe e retrata o sindicalista que mobilizava multidões. O filme estreia em janeiro e deve ocupar entre 400 e 500 salas de cinema.

Barreto também dirigiu ?Índia?, ?O quatrilho?, que chegou a ser indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro, e ?A paixão de Jacobina?.

Fonte: g1, www.g1.com.br