Cineteatro Oeiras ganha modernização para receber espetáculos

Foram investidos R$ 152 mil,na reforma

Todos os domingos, a população de Oeiras já sabe: é dia de cinema! As exibições acontecem na mais tradicional casa de cultura da cidade, o Cineteatro Oeiras, construído em 1940. Em dois anos, mais de 100 filmes foram exibidos gratuitamente no espaço, dividido em sessões voltadas para o público adulto e infantil. A casa, que já deixou de receber grandes espetáculos por conta da falta de estrutura, agora poderá ampliar sua programação cultural, já que ganhou novos equipamentos de som e iluminação.

Image title


“Temos um kit do Cine Mais Cultura para exibir os filmes, mas sentíamos a necessidade de melhoria, para atender as exigências do público. Eles nos pediam mais qualidade. Já deixamos de receber peças teatrais porque não tínhamos a estrutura adequada. Hoje ganhamos nova iluminação, com refletores de led, e novo som”, disse a coordenadora do Cineteatro, Francineide Pacheco, ou a “moça do cinema”, como muitos carinhosamente chamavam quando queriam saber se era dia de filme.

A modernização do espaço foi entregue durante o X Festival de Cultura de Oeiras, na última sexta-feira (13), resultado de um investimento de R$ 152 mil do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Cultura. A solenidade contou com a presença do governador do Estado, Wellington Dias, e do secretário estadual de Cultura, Fábio Novo.

“O cineteatro está dentro da rota cultural do nosso Estado e faz parte da nossa proposta de descentralização da cultura. Cuidem bem desse espaço”, destacou o secretário de Cultura, Fábio Novo, que anunciou a ida de projetos para a cidade, a exemplo do Festival de Teatro Lusófono – Festluso, que deve ser descentralizado. O secretário também falou da restauração do Sobrado Major Selemérico, primeira sede do governo, inaugurado em 1845.

O governador Wellington Dias, relembrou o tempo em que também ia ao cineteatro assistir filmes. “Tenho boas lembranças desse local”, disse. Hoje em dia, as sessões de cinema garantem a lotação máxima da casa, com 156 lugares. " A casa é muito procurada e recebe importantes eventos da nossa cidade. É muito gratificante saber que aqui temos um espaço cultural que continua funcionando, apesar de tanto tempo”, disse a coordenadora do cineteatro, Francineide Pacheco.

Fonte: Com informações do Portal do Governo