Clientes se recusam a ser atendidos por garçom autista

Foster disse que ficou encantado quando os donos o defenderam

O dono de um restaurante em Walkden, na Inglaterra, expulsou um grupo de clientes que não quiseram ser atendidos por um garçom autista. Mike Jennings, chef do Grenache, afirmou ter ficado perplexo quando as pessoas ignoraram um de seus funcionários, Andy Foster, que foi diagnosticado com autismo há 8 anos. 

O homem de 45 anos foi contratado para trabalhar no restaurante três semanas antes do ocorrido e passou a dividir seu tempo de trabalho entre o emprego de garçom e os cuidados com sua mãe, que sofre de Alzheimer.

Para Jennings, o problema dos clientes não era o atendimento de Foster mas a presença dele.

" Percebi que estavam incomodados. Então, expliquei que Foster tinha autismo. Como resposta, os clientes disseram que não queriam ser servidos por ele e ainda perguntaram por qual motivo eu daria um emprego a um autista em um restaurante como o nosso. Eu não conseguia acreditar no que estava ouvindo."

Andy Foster (Crédito: Reprodução)
Andy Foster (Crédito: Reprodução)


Jennings ficou tão chocado com o incidente que se pronunciou na página oficial do restaurante no Facebook. Ele pediu que pessoas que fossem agir de forma similar não reservassem mesa lá. A postagem foi curtida e compartilhada por centenas de pessoas que apoiaram a decisão do chef de ficar ao lado de Foster.

O chef e sua sócia, Karen, disseram estar tão chateados com o comportamento daqueles clientes que consideraram importante que fosse feito um anúncio para evitar situações similares.

Esse incidente realmente abalou a confiança de Foster e nós tivemos que convencê-lo a ficar, fizemos de tudo para que ele não se sentisse mal. As únicas coisas que nos importam aqui são o entusiasmo e a paixão. Com o resto, conseguimos lidar.

Andy Foster (Crédito: Reprodução)
Andy Foster (Crédito: Reprodução)


Andy Foster, que foi diagnosticado com autismo sete anos atrás, disse que já vivenciou experiências de descriminação por causa da doença várias outras vezes 

" Eu sempre sinto que é automaticamente minha culpa e acabo me colocando na defensiva. Sempre acho que preciso me desculpar"

Quando me desculpei, a cliente fez um escândalo. Contudo, a outra mesa a qual eu estava servindo me deixou uma boa gorjeta, então vi que não era minha culpa.  Tentei não levar para o lado pessoal, afinal já havia acontecido muitas vezes no passado, o que fez com que eu me acostumasse com esse tipo de situação.

Foster disse que ficou encantado quando Jennings e Karen tomaram frente da situação para defendê-lo.

"Mike e Kaz foram tão incentivadores dizendo que não havia sido minha culpa. Os clientes disseram que não sabiam que eu era autista. Mas, e daí? Não acho que tenho que andar vestindo uma camiseta explicando isso ao mundo. Eu devo ser tratado justamente e exatamente da mesma forma que qualquer outra pessoa no restaurante"

Fonte: Com informações do R7