Clique aqui e saiba o que você fazer com a nota do Enem de 2016

Mais de 240 mil, que passarão pelo teste em dezembro.

Para muitos, a tensão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já passou. Mais de 8 milhões de pessoas fizeram o exame nos dias 5 e 6 de novembro, e ainda faltam mais de 240 mil, que passarão pelo teste em dezembro. Criado para avaliar a qualidade da educação brasileira no ensino médio, o Enem se tornou a principal porta de entrada para aqueles que querem acrescentar no currículo o ensino superior.

Mas a nota obtida no exame não serve apenas para ingressar em uma faculdade particular por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni). Confira no quadro tudo que você pode fazer com a sua pontuação e aproveite essa chance de crescer profissionalmente.

Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)
Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)


Para que serve o enem

- Entrar em uma universidade pública

Para quem sonha em fazer faculdade nas instituições federais, a nota do Enem pode ajudar a conquistar essa vaga. Para concorrer, basta participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As inscrições abrem duas vezes por ano, não é necessário pagar taxa e não existe limite de renda ou idade para ser apto. O principal critério é ter prestado o Enem no máximo no ano anterior e não ter zerado na prova de redação.

- Financiar a faculdade com juros baixos e prazo estendido

Em 2015, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) passou a exigir dos candidatos a apresentação da nota do Enem de qualquer edição, a partir de 2010, desde que tenham feito, no mínimo, 450 pontos na média geral das provas e não ter zerado na redação.

- Entrar em uma instituição privada sem fazer vestibular

A nota do Enem também serve para se matricular em várias faculdades particulares no Brasil sem fazer o vestibular. Cada instituição é livre para definir as próprias regras e critérios para selecionar alunos por meio do Enem. Por isso, verifique se o local onde você quer estudar conta com esta vantagem antes de se matricular.

- Complementar a nota do vestibular

Antes de mais nada, consulte o edital do vestibular da universidade onde você pretende cursar para saber se eles aceitam a nota como auxílio extra e como funciona o processo. Não são todas, mas algumas faculdades permitem o recurso de complementar a pontuação do vestibular com a nota do Enem.

- Ingressar em uma universidade na Europa

Até o momento, pelo menos seis universidades de Portugal reservam parte de suas vagas para brasileiros, que são selecionados a partir da nota do Enem. Mas, fique ligado: é preciso pagar uma taxa de inscrição e, caso seja aprovado, arcar com todos os custos de passagem, hospedagem e mensalidades.

- Obter o certificado do ensino médio

Para aqueles que não cursaram a escola no tempo regular e sabem o quanto é importante concluir o ensino médio para conseguir um bom emprego, o Ministério da Educação (MEC) permite usar a prova do Enem para comprovar o domínio das matérias e, assim, conseguir o diploma de conclusão.

Vai fazer o exame em dezembro? Saiba mais

Mais de 240 mil candidatos tiveram suas provas adiadas para os dias 3 e 4 de dezembro por conta das ocupações em diversas escolas brasileiras que seriam sede para o exame.


Os estudantes afetados pelo adiamento parcial estão sendo informados pelo governo federal via SMS – as mensagens são enviadas para o telefone celular indicado no formulário de inscrição. Para checar o status do seu local de prova, é possível também acessar o cartão de confirmação, no site enem.inep.gov.br/participante.

O Mec divulgou no dia 4 de novembro a lista atualizada dos locais afetados pelo adiamento do exame. A nova listagem tem a inclusão de 53 escolas, enquanto outras dez que constavam na primeira foram retiradas.

No site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (inep.gov.br), você pode fazer o download da lista completa de instituições em que as provas ficaram para dezembro.

Fonte: Diariogaucho