Colisão a em saída de festa mata 3 jovens e deixa carro destruído

Colisão a em saída de festa mata 3 jovens e deixa carro destruído

Polícia Militar informou que o motorista trafegava a 160 km/h.

Um grave acidente deixou três mortos e dois feridos por volta de 5h30 deste domingo (20), na Avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha, na Grande Vitória. Testemunhas falaram para a família do motorista, Silmar Ribeiro de 25 anos, que ele tentou desviar de um ciclista, perdeu o controle do carro e bateu em um estabelecimento comercial. Ele e um casal morreram no local. Parentes contaram que o motorista estava em casa quando foi chamado para buscar um grupo em uma festa. Os dois feridos foram levados para hospitais da Grande Vitória.

O cabo Pinheiro da Polícia Militar disse que o motorista trafegava em alta velocidade pela via. ?Ainda não dá para saber o que aconteceu. A informação que chegou para o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) é de que tinha um ciclista envolvido, mas não encontramos ninguém. Só sabemos que ele estava a 160km/h, mas aqui é permitido apenas 60km/h. Alguns motoristas abusam da velocidade durante a madrugada?, explicou Pinheiro.

O Corsa com placas de Vila Velha seguia em direção ao centro da cidade quando subiu na calçada e bateu em uma loja de peças de automóveis. As outras duas pessoas que estavam no carro foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Parentes do motorista, conhecido como Geladinho, contaram que ele morava em Itapoã e dormia quando amigos ligaram e pediram que Silmar fosse buscar um grupo que saía de uma festa. Familiares que estiveram no local explicaram que ele não era taxista, mas cobrava pelo transporte de pessoas conhecidas e amigas.

Amigos de Silmar Ribeiro ficaram emocionados ao saberem da morte do jovem. ?Disseram que ele foi desviar de uma bicicleta. Ele era um menino bom. Quando meu filho falou do acidente, eu tinha esperança de encontrar ele vivo. Ele não andava em alta velocidade e comprou o carro há três semanas para não andar mais de moto?, disse a dona de casa Célia Campo.

Fonte: G1