Com restos de placenta no útero, mãe quase morre de hemorragia

Ao voltar cinco vezes ao hospital, Megan alega que foi dito que era apenas uma infecção no útero.


Com restos de placenta no útero, mãe quase morre de hemorragia

Megan Hubbard, de 23 anos, que mora em Londres, quase morreu depois de sofrer uma hemorragia causada pela placenta que ficou em seu útero.

A mãe sofreu o sangramento enquanto estava em um restaurante duas semanas depois dar à luz, no mês passado.

Megan voltou cinco vezes ao hospital para se queixar da hemorragia, mas os médicos disseram que isso era ?normal?, segundo o site Daily Mail.

Ela alega que foi dito que ela sofria de uma infecção no útero. No mesmo dia, enquanto ela comia em um restaurante, Megan desmaiou devido à hemorragia causada por restos de placenta ?deixadas? em seu ventre.

A mãe perdeu 3,5 litros de sangue, o que exigiu uma transfusão imediata ao chegar ao hospital.

Normalmente, a placenta se separa da parede uterina e é expelida pela vagina 20 minutos após o parto. Se algumas partes permanecer no útero (chamada de placenta retida), pode haver uma infecção. Caso isso aconteça, a maneira de parar a hemorragia é removendo o tecido cirurgicamente.

Megan reclamou ao chefe de obstetrícia do hospital sobre o ocorrido e está considerando em levar o caso à justiça.

Fonte: R7, www.r7.com