Comitê aprova projeto de reestruturação da rodoviária da capital

A reforma deve aumentar a oferta de serviços aos usuários.

O Comitê de Monitoramento dos Contratos de Concessão das rodoviárias aprovou em reunião, nesta quinta-feira, 14, o projeto de obras de reestruturação do Terminal Rodoviário Governador Lucídio Portela. O valor do investimento será na ordem de R$ 6,6 milhões, com previsão de obras iniciadas já no início de maio.

As ações de readequação para uso, promovidas pela concessionária foram realizadas através das parceria com o setor privado com maior celeridade, sem custo para o Governo do Estado e sem alterar o valor da tarifa paga pelos usuários dos Terminais.

O Projeto arrojado de reforma do Terminal Rodoviário de Teresina consiste numa ação planejada de investimentos em melhorias e modernização. Haverá implantação da nova escada rolante, reordenamento do espaço interno, nova rede de distribuição elétrica, nova subestação e casa de força; sistema de abastecimento de gás, reforma da estrutura externa, implantação de nova rede multimídia e outras.

Projeto de reestruturação da rodoviária de Teresina
Projeto de reestruturação da rodoviária de Teresina

“A concessionária apresentou para Teresina, além do projeto de reforma conforme previsto em edital, uma proposta de projeto ampliado com mais incremento de modernização e ampliação de itens de qualidade. O Conselho Gestor das PPPs aprovou o projeto ampliado, agora, o próximo passo é apresentar o projeto no CREA, Prefeitura de Teresina e Corpo de Bombeiros, para legalização da execução da obra”, informou a superintendente de Parcerias e Concessões, Viviane Moura. 

Eduardo Pedreira, presidente do conselho administrativo da Sinart, informou que a concessionária já investiu, em obras de melhoria das instalações, manutenção da estrutura e com pagamento de pessoal, na ordem de R$ 480.555,82.

E, dentre as melhorias, o projeto ampliado de reforma deve aumentar a oferta de serviços aos usuários, ampliar a oferta de guichês e modernizar o ambiente com construção de salas vips climatizadas, ampliar o número de sanitários incluindo área de banhos e fraldários, aquisição e implantação de um elevador moderno com grande capacidade, ampliar as intervenções na área externa, com aumento de vagas no estacionamento, dentre outras.

Fonte: Assessoria do governo