Consórcio do dono da Azul vence disputa pela companhia TAP

Gateway deterá 61% do capital social da companhia aérea.

Image title


O consórcio liderado pelo investidor David Neeleman foi escolhido pelo governo de Portugal no processo de privatização da companhia aérea TAP. O anúncio foi divulgado nesta quinta-feira (11).

Neeleman é dono da companhia aérea brasileira Azul a da americana JetBlue Airways.

O consórcio Agrupamento Gateway, formado por Neeleman e pelo empresário português Humberto Pedrosa disputou com o consórcio Sagef, do grupo do brasileiro-colombiano Germán Efromovich, proprietário da colombiana Avianca.

Gateway deterá 61% do capital social da companhia aérea. Em maio, o governo português escolheu os dois consórcios para negociações diretas.

Os valores oficiais não foram divulgados, mas a imprensa portuguesa especula que as ofertas de de Efromovich e Neeleman previam uma injeção de entre € 300 e € 350 milhões (entre R$ 1 bilhão e R$ 1,2 bilhão) na TAP e receita para o Estado entre € 20 e € 35 milhões (entre R$ 70 milhões e R$ 120 milhões).

A TAP foi colocada à venda pelo governo português no final do ano passado, com uma dívida de € 1 bilhão e capitais próprios negativos superiores a € 500 milhões, segundo a Reuters. A empresa tem necessidade urgente de se recapitalizar, mas o governo não tem condições e até está impedido de fazê-lo por Bruxelas, a menos que reestruture a empresa, cortando empregos e rotas. 

Fonte: Com informações: G1