Contra Copa, manifestantes jogam fezes na prefeitura de Porto Alegre

O Internacional vive um imbróglio sobre quem vai pagar a conta

Cerca de 200 manifestantes que protestam contra a Copa do Mundo no centro de Porto Alegre jogaram um balde com fezes e urina em frente à prefeitura da cidade. Em frente ao prédio, os manifestantes escreveram no chão a frase "R$ 30 milhões para a Fifa e nós na m...".

O Internacional vive um imbróglio sobre quem vai pagar a conta das estruturas temporárias do estádio Beira-Rio para a Copa do Mundo, orçadas em R$ 30 milhões. O Colorado entende que a fatura deve ficar a cargo da Prefeitura de Porto Alegre e do governo do Rio Grande do Sul.

Os manifestantes também queimaram uma imagem do Pelé em protesto contra a realização do evento. Após se reunir em frente à prefeitura, o grupo passou a marchar pelo centro da cidade.

Quando chegaram em frente a um prédio que seria de um empresário dono de empresas de ônibus, os manifestantes denunciaram abusos praticados pelo presidente da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), Enio Reis, enquanto que poucos mascarados tentavam invadir o local. O tumulto atraiu populares, mas logo a tropa de choque chegou acalmando os ânimos. Não ocorreu confronto.

O grupo partiu em direção ao bairro Cidade Baixa e em seguida se dispersou. Durante esse trajeto uma agência do Banrisul foi depredada na avenida João Pessoa.

Fonte: Terra, www.terra.com.br