Convênio garante instalação de 7 postos de saúde em penitenciárias

O valor do investimento é superior a R$ 1 milhão

A Secretaria de Estado da Justiça e Direitos Humanos do Piauí (Sejus) firmou convênio com o Governo Federal, por meio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), para o aparelhamento de sete Unidades Básicas de Saúde (UBS) nos estabelecimentos penais. O valor do investimento é superior a R$ 1 milhão.

O convênio objetiva ampliar o número de atendimentos em saúde nas unidades prisionais do Estado e melhorar as condições de assistência dos privados de liberdade dentro dos padrões nacionais de atenção básica exigidos pelo Governo Federal.

Serão oferecidos atendimentos médico, psicológico, odontológico, nutricional, enfermaria, ambulatório, farmácia e serviço social para os privados de liberdade do sistema penitenciário Além de trabalhos preventivos de saúde mental, saúde da mulher, controle e acompanhamento da hipertensão e diabetes, DST’s, HIV, e imunização.

“Os serviços em saúde prisional cresceram significativamente no Piauí. A implantação das unidades básicas prova que estamos no caminho certo para ampliar os serviços de saúde, promover a cidadania e reforçar o compromisso do Estado com a ressocialização e humanização do sistema penitenciário”, afirma o secretário da Justiça, Daniel Oliveira.

As unidades beneficiadas são a Casa de Detenção Provisória Capitão Carlos Gomes (Altos); Colônia Agrícola Major César Oliveira (Altos); Penitenciária Regional Dom Abel Alonso Núñez (Bom Jesus); Penitenciária Luiz Gonzaga Rebêlo (Esperantina);Penitenciária Gonçalo de Castro Lima (Floriano);Penitenciária Mista Juiz Fontes Ibiapina (Parnaíba); Penitenciária Feminina Prefeito Adalberto de Moura Santos (Picos).

“O aparelhamento das unidades de saúde vai reduzir o número de saídas e facilitar a logística da rede assistencial local”, explica Socorro Melo, coordenadora de projetos da Sejus.

Fonte: Com informações do Portal do Governo