Corso do Zé Pereira em Teresina aumenta procura por caminhões

Os carros que desfilam podem ser cadastrados na Fundação Cultural e participar do concurso cultural que escolhe o carro mais animado e enfeitado

Em 2012, o tradicional Corso do Zé Pereira em Teresina alcançou a marca histórica de ser considerado o maior corso de Carnaval do mundo. Vários foliões passam dias planejando cada detalhe das fantasias e dos carros que são enfeitados justamente para fazer bonito nas prévias.


Corso do Zé Pereira em Teresina aumenta procura por caminhões

É justamente por conta disso que tem aumentado em Teresina a procura de caminhões para aluguel. Os carros são usados para transportar os foliões que desfilam em um percurso pré-determinado pela Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FMC), que é a organizadora do evento.

Os carros que desfilam podem ser cadastrados na Fundação Cultural e assim, participar do concurso cultural que escolhe o carro mais animado e enfeitado da festa. Os preços cobrados para alugar os carros variam muito e, dependendo do tamanho, podem ser cobradas diárias a partir de R$ 150.

Quem pretende participar do Corso procura, muitas vezes, pelos caminhoneiros que possuem carros com carroceria aberta, sendo que o ponto de referência para buscar carros para frete de caminhões mais conhecido da capital é a Avenida Maranhão, próximo ao Centro Administrativo. Pensando nisso é que, com o aumento da procura por caminhões nesse período, os fretistas aproveitam para faturar.

"Nesse período de carnaval e de prévias para os corsos, tanto o de Teresina como o de Timon e de José de Freitas, a gente tem como tirar um dinheiro extra em vez de ficar parado", explica o fretista Antônio Francisco da Costa, 56 anos.

Além dos fretistas, outras pessoas aproveitam a folia de momo para faturar com a venda de enfeites, buzinas, espumas e serpentinas, produtos tipicamente consumidos para alegrar ainda mais a festa dos foliões.

Este ano, por conta das obras do viaduto no cruzamento das avenidas Higino Cunha e Marechal Castelo Branco, o percurso do corso deve ser alterado e transferido para a Avenida Raul Lopes.

Fonte: Marcilany Rodrigues