Resultado das inspeções do CREA-PI a seis presídios sai no fim deste mês

Sete mortes já ocorreram nos presídios só neste ano

Nos meses de janeiro, fevereiro e março uma equipe de oito profissionais do CREA-PI (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí) realizou visitas a seis unidades prisionais do estado, a pedido do Ministério Público Estadual. O objetivo ? verificar as condições de segurança das instalações físicas desses locais. O trabalho, feito por engenheiros e técnicos, resultará em um laudo a ser emitido no fim de maio.

O presidente do CREA-PI, Paulo Roberto Ferreira, disse que os presos costumam ser engenhosos na hora de tirar pedaços das grades das celas, com o objetivo de transformá-las em armas brancas. ?É um processo interessante. Usando fósforos ou isqueiros, eles esquentam a parte de baixo da parede, e depois jogam um copo d"água, Com a queda brusca de temperatura, a parede racha e eles conseguem quebrar. Depois, serram o ferro até com lâmina de barbear, fazem uma ponta e transformam o ferro em um espeto?, explicou Paulo Roberto.

Na terça feira, o detento Pablo Wilkson dos Santos Silva, de 23 anos, foi assassinado na Casa de Custódia com perfurações de barras de ferro. O assassinato foi o quarto ocorrido na unidade só este ano. Outras três mortes de detentos foram registrados na Penitenciária Irmão Guido em 2013.

Fonte: Dowglas Lima