Criança morre congelada ao sair de casa para procurar pela mãe que a havia deixado sozinha

Marina Yefimova, de 29 anos, tinha colocado seu filho de 18 meses de idade, Gleb, na cama, antes de sair para ver alguns amigos na pequena aldeia russa de Sosnovka.

Uma criança morreu tragicamente após sair de casa para procurar sua mãe, e acabar congelada pela temperatura abaixo de zero (-10C°) no momento do incidente.

Marina Yefimova, de 29 anos, tinha colocado seu filho de 18 meses de idade, Gleb, na cama, antes de sair para ver alguns amigos na pequena aldeia russa de Sosnovka. Depois de acordar e procurá-la, a criança desceu as escadas e abriu a porta dos fundos, que tinha sido deixada destrancada.

Ela, então, saiu de casa a procura da mãe, enfrentando uma temperatura negativa de menos dez graus. A jovem criança acabou não resistindo ao intenso frio e morreu congelada. Seu corpo foi encontrado várias horas depois, pela própria mãe que ficou em choque. Um porta-voz do hospital próximo, onde Gleb foi levado, disse: “Quando ela o trouxe, estava histérica. Nós fizemos tudo o que podíamos para tentar reanimar a criança, mas nestas condições de temperatura ela não tinha a menor chance. Infelizmente não havia nada que pudéssemos fazer.”

Um porta-voz da polícia disse: “Quando questionada, ela primeiro disse que tinha saído para pegar lenha para o fogo. Mas ela logo admitiu que havia o deixado sozinho para ir ver os amigos.” Devastado, o marido, Tikhon, de 33 anos, que estava em uma viagem de negócios no momento, disse: “Eu não posso acreditar que isso aconteceu. Ela é uma boa mãe e uma boa esposa. É completamente incompreensível.”

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Gadoo