Crianças de até 5 anos recebem vacina contra a pólio neste sábado

Crianças de até 5 anos recebem vacina contra a pólio neste sábado

Quase 14 milhões de crianças serão imunizadas contra a doença

O Ministério da Saúde escolheu este sábado (18) como Dia D da mobilização na campanha nacional de vacinação contra a poliomielite ? a paralisia infantil. A vacina, que é em gotas, será distribuída para crianças com até cinco anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias) em postos de saúde de todo o Brasil. Há cerca de 14 milhões de meninos e meninas nessa faixa etária, e o governo estima que 95% recebam a dose.

A maioria dos postos abre de 8h às 17h (horário local), mas há casos em que o funcionamento tem horário diferente e, por isso, os pais têm que conferir antes de levar o filho para ser imunizado. No dia 13 de agosto, haverá uma segunda etapa da vacinação, e as crianças receberão novas doses contra a doença.

A pólio é uma doença contagiosa que afeta o sistema nervoso das crianças. O último caso registrado no Brasil foi em 1989, na Paraíba. Em 1994, o país foi considerado oficialmente livre da doença. No entanto, o vírus causador ainda não foi erradicado no mundo e, por isso, é muito importante tomar a vacina.

Campanha de seguimento

Nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo, também será aplicada a vacina tríplice viral. Neste caso, o alvo da campanha são crianças com entre um ano completo e sete anos incompletos. Essa vacinação vai até o dia 22 de julho.

A tríplice viral protege contra o sarampo, a rubéola e a caxumba. A campanha deste sábado é o que o Ministério da Saúde chama de ?campanha de seguimento?. É um reforço que mesmo as crianças já imunizadas terão de tomar.

A iniciativa foi causada pelo surto de sarampo que atinge a Europa no momento. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 6,5 mil casos já atingiram o Velho Continente neste ano. A França é o principal foco, com mais de 5 mil casos.

A escolha dos oito estados brasileiros levou em conta a baixa cobertura da tríplice viral nos últimos anos, a densidade populacional e o maior fluxo turístico. Com as férias de julho e o verão no hemisfério norte, aumenta o número de brasileiros que viajam para a Europa, o que motivou a campanha do Ministério da Saúde.

Entre 13 de agosto e 16 de setembro, acontece a segunda fase da campanha, que abrangerá todos os demais estados e o Distrito Federal.

Adultos com viagem marcada para a Europa também podem procurar os postos de saúde para tomar a vacina, que tem dose única. Grávidas não podem tomá-la porque a vacina da rubéola é perigosa para o feto.

Causado por um vírus, o sarampo é uma doença contagiosa, transmitida de pessoa para pessoa pela fala, pela tosse ou mesmo pela respiração. Além das típicas manchas vermelhas, provoca febre, tosse seca, coriza e conjuntivite.

Fonte: G1