FMS: Crianças podem atualizar caderneta de vacinas em Teresina

FMS: Crianças podem atualizar caderneta de vacinas em Teresina

Só em Teresina, 60 mil crianças devem comparecer aos postos de vacinação localizados em todos os hospitais

Entre os dias 24 a 30 de Agosto, crianças de 2 (dois) meses a 5 anos de idade poderão atualizar sua caderneta de vacinação.

A campanha é nacional e em Teresina, o Dia D de mobilização da campanha multivacinal teve início, ontem, às 8 horas, na Unidade Básica de Saúde Dr. Antônio Benício Freire e Silva, no Bairro Poti Velho, zona Norte. Na oportunidade, foram promovidos momentos de brincadeiras, distribuídos lanches para as crianças e pais que compareceram à Unidade, além de música tocada pela banda do Exército.

Para esta campanha estão disponíveis todas as vacinas básicas previstas no calendário infantil, são elas: hepatite B, pentavalente, Vacina Inativada Poliomielite (VIP), Vacina Oral Poliomielite (VOP), rotavírus, pneumocócica 10 valente, meningocócica C conjugada, febre amarela, tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e Pentavalente (difteria, tétano e coqueluche, hb e hib), tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche) e vacina da febre amarela.

Só em Teresina, 60 mil crianças devem comparecer aos postos de vacinação localizados em todos os hospitais, postos de saúde e unidades básicas de saúde do município. O presidente da Fundação Municipal de Saúde, Luiz Lobão, reforça a importância da campanha devido a falhas que podem ocorrer no calendário vacinal de algumas crianças.

?Muitas vezes não é possível vacinar a criança devido a algumas patologias e contraindicações, como a febre que impede a imunização contra poliomielite, por exemplo. Esta é uma segunda chance para crianças receberem imunizações, que por algum motivo deixaram de receber em campanhas anteriores?, disse o presidente, fazendo o chamamento.

Em todo o Estado são esperadas 250 mil crianças para atualização da caderneta em quase 1.000 salas de vacinação, distribuídas em todos os municípios. De acordo com a coordenadora estadual de vacinação, Doralice Lopes, foram disponibilizadas vacinas não apenas para esta campanha, como para a rotina convencional de vacinas. Só de tríplice viral, foram enviadas 50 mil doses.

Fonte: Samira Ramalho