Confira algumas dicas de como fazer uma Ceia de Natal de última hora

Confira algumas dicas de como fazer uma Ceia de Natal de última hora

Criatividade: Ceia de Natal de última hora? É possível!

Chegou o dia 24 e até agora não pretendia fazer uma ceia de Natal, mas de última hora resolveu receber alguns familiares e não sabe o que fazer? É possível, sim, preparar uma ceia de última hora preparando de maneira rápida e sem gastar muito.

A primeira coisa a se pensar é a quantidade de pessoas que vai receber em casa. De acordo com a culinarista Elizabeth Albuquerque, se for servir algo na entrada é preciso calcular em média 100g a 150g por pessoa. Já o prato principal deve-se calcular com a base de 200g.

A entrada pode ser uma tábua de frios que leva itens como salame, ovos de codorna temperados com orégano, um pouco de nozes e presunto de peru. Esse prato custa em média R$150 se for mandar alguém fazer, mas comprando os ingredientes não sai mais que R$ 60.

Outra sugestão de entrada e muito mais em conta é servir pãezinhos com patê, que pode ser feito em casa. Basta misturar o ingrediente, como o presunto, por exemplo, e bater no liquidificador com creme de leite e condimentos como salsinha e pimenta do reino.

Os pãezinhos também podem ser substituídos por bolachinhas de água e sal. O custo é em torno de R$ 15 para servir dez pesoas. Quando se fala em prato principal, de fato, o peru é o carro chefe. Só que é possível encontrar opções para substituí-lo.

No caso de reunir poucas pessoas, o frango é uma boa opção. A diferença é só o tamanho, mas incrementando o tempero e o recheio é possível fazer um prato bonito e saboroso.

Para quem prefere o gosto do peru, há um tipo de ave comercializada nos supermercados que têm gosto semelhante, mas com preço mais em conta. Trata-se do chester, que pode ser encontrado por menos de R$ 7.

Para economizar mais ainda escolha apenas um prato principal, especificamente a carne por ser o item mais caro do jantar. Na hora da sobremesa é possível substituir a rabanada e o panetone por uma mousse de maracujá ou qualquer outra fruta.

Fonte: Virgínia Santos