CRM quer verificação de condições de Avião do Samu que teve pane

Aeronave fez um pouso forçado após sofrer pane no último dia 04.

O Conselho Regional de Medicina (CRM)  anunciou que irá pedir que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), faça uma verificação nas condições técnicas de funcionamento do Avião Aéreo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu), que fez um pouso forçado no município de Valença, a 210 km de Teresina, após sofrer uma pane.

De acordo com o CRM, na aeronave vinham um médico, enfermeira, além do piloto e um paciente. O médico, que não teve o nome divulgado, informou que houve uma suposta falha e disse ainda que outras equipes médicas, em voos anteriores, perceberam problemas parecidos. 

A Secretaria de Estado da Saúde informou que, após remoção de paciente em Picos e no trajeto para Teresina, já em voo nivelado e monitorado, o piloto detectou uma leve perda de potência ao passar por Ipiranga.  Por prudência, o piloto optou por descer numa pista de pouso mais próxima, no caso, a de Valença, acionando imediatamente à central para que a aeronave reserva fosse deslocada para aquele município.

No intuito de reforçar e garantir a segurança dos voos, a Secretaria solicitou que todas as providências fossem tomadas pela empresa prestadora de serviço, inclusive quanto ao reforço na manutenção das aeronaves. A empresa informou que a manutenção é feita em oficina homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil(ANAC), de acordo com o programa de manutenção do fabricante da aeronave.

A Secretaria informa ainda que o SAMU Aéreo realiza, em média, um voo de remoção por dia, raramente excedendo a esse quantitativo.



Fonte: Portal Meio Norte