Curso promove atualização médica sobre doenças do aparelho digestivo

O evento acontece nesta sexta e sábado em Teresina e é uma promoção da Federação Brasileira de Gastroenterologia

A Federação Brasileira de Gastroenterologia está promovendo em Teresina, nesta sexta (27) e sábado (28), um curso de atualização do Fundo de Aperfeiçoamento e Pesquisa em Gastroenterologia (FAPEGE). A ideia é discutir os principais temas relacionados ao diagnóstico e tratamentos de doenças do aparelho digestivo. No evento, que acontece no Metropolitan Hotel, estarão grandes nomes da área.

No primeiro dia de evento, a partir das 20h, um dos temas mais comuns nos consultórios médicos será debatido: a doença do refluxo gastro-esofágico (DRGE). O tópico será apresentado pelo doutor Schlioma Zaterka, de São Paulo. Na mesma noite, será mostrado o que há de avanços no tratamento da Helicobacter pylori, uma bactéria que afeta o revestimento mucoso do estômago humano. Muitas úlceras pépticas, alguns tipos de gastrites e cânceres do estômago são causados pela infecção por H. pylori, apesar de a maioria dos humanos infectados nunca chegar a manifestar qualquer tipo de complicação relacionada com a bactéria.

No segundo dia de evento, que começa às 8h30 da manhã, mais temas que precisam de atualização constante por parte dos médicos com relação ao diagnóstico e tratamento serão discutidos. Um dos destaques é a Doença de Crohn, que é uma patologia crônica inflamatória intestinal. Segundo um dos especialistas que estarão participando das discussões, o Doutor em Radiologia, médico Gérson Prado, a doença é uma inflamação crônica do trato gastrintestinal, de origem desconhecida. ?Ela envolve o intestino delgado (íleo). Apesar do processo inflamatório poder ocorrer em qualquer porção intestinal, o segmento terminal do delgado (íleo) é preferencialmente afetado. Ela pode manifestar-se em qualquer idade, mesmo em crianças. Entretanto é normal que os primeiros sintomas surjam no adulto jovem?, comentou o especialista.

Durante o evento, ele vai apresentar o que há de mais moderno no diagnóstico por imagem tanto da Doença de Crohn, como na Colite Ulcerativa (RCU). Elas compõem os dois principais grupos das chamadas Doenças Inflamatórias Intestinais (DII). ?Enquanto a Doença de Crohn está relacionada ao intestino delgado, a Reto Colite Ulcerativa está ligada ao cólon. Nos momentos de crise da RCU, a mucosa intestinal torna-se maciçamente infiltrada por células inflamatórias e é afetada por micro-úlceras?, explica Dr. Gérson Prado.

Segundo o médico, qualquer pessoa pode desenvolver essa doença, não importando o sexo, a raça, ou a idade. Porém, as pessoas são mais frequentemente diagnosticadas com essa doença entre as idades de 15 a 25 e 45 a 55. Há ainda uma tendência em filhos e outros parentes de portadores da doença de desenvolvê-la. Isso pode ocorrer por fatores genéticos.

Embora sejam doenças diferentes, a DC e a RCU possuem semelhanças importantes: As duas são doenças crônicas que incluem um ciclo de crises (recidivas) e períodos de bem estar. As duas doenças usualmente afetam pessoas entre 10 e 40 anos de idade, mas podem, algumas vezes, se manifestar pela primeira vez em crianças menores e idosos.

Mas o médico faz um alerta. Assim como em todas as patologias, a rapidez no diagnóstico é fundamental para um tratamento eficaz. ? Hoje, usamos dois exames para auxiliar no diagnóstico e acompanhamento: a enterotomografia e a enteroressonância magnética. Elas vêm assumindo um papel importante no diagnóstico da extensão, complicações da doença e da avaliação da resposta ao tratamento. A utilização da Tomografia Computadorizada e da Ressonância Magnética vêm se tornando o padrão ?ouro? nesses casos. No evento mostrarei a diferença entre as duas técnias e também casos clínicos, de pacientes que vieram do Maranhão para serem diagnosticados aqui, por causa dessas técnicas que dispomos?, comenta Gérson Prado.

Programação do Curso Fapege - Federação Brasileira de Gastroenterologia ? Teresina 2010.

Data

Horário

Tema

Apresentadores

Debatedores

27 de agosto de 2010

(6ª feira)

20:00h

-

20:20h

Conferência 1:

DRGE: Uma Visão Atual e Futura

Schlioma Zaterka

Conferência

20:20h

-

21:00h

Interativo I

Schlioma Zaterka

Jozelda Lemos Duarte

Simone Barbosa da Silva Leal

Valdeci Ribeiro de Carvalho

21:10h

-

21:20h

Conferência II:

Helicobacter pylori ? avanços no tratamento

Schlioma Zaterka

Conferência

21:20h

-

22:00h

Interativo II: Helicobacter pylori

José Miguel Luz Parente

Conceição de Maria e Sá e Rêgo Vasconcelos

Carlos Dimas de Carvalho Souza

Simone Maria Machado

Data

Horário

Tema

Apresentadores

Debatedores

28 de agosto de 2010

(sábado)

08:30h às

09:15h

Caso clínico:

RCUI

Juvenal da Rocha Torres Neto

Edílson Carvalho de Sousa Júnior

Idblan Carvalho de Albuquerque

José Miguel Luz Parente

Simone Maria Machado

09:15h às

10:00h

Caso clínico:

Doença de Crohn

Idblan Carvalho de Albuquerque

Gil Carlos Modesto

José Miguel Luz Parente

Jozelda Lemos Duarte

Juvenal da Rocha Torres Neto

10:00h ? 10:20h: coffee break

10:30h às 11:15h

Imagem em DII

Gerson Luís Medina Prado

Presidente:

Conceição de Maria Sousa Coelho

11:15h às 12:00h

Casos Clínicos: DII

Joceli Oliveira Santos

Ana Valéria Santos Pereira de Almeida

Presidente:

Paulo Vinícius Gomes de Oliveira

Idblan Carvalho de Albuquerque

Juvenal da Rocha Torres Neto

Maria Helena Santos Silva

Fonte: Divulgação