De acordo com dados do Detran, Piauí tem quase 1 milhão de veículos nas ruas

Que os engarrafamentos em todo o Estado aumentaram consideravelmente não é nenhuma novidade, sobretudo nas cidades com maior número de habitantes.

Que os engarrafamentos em todo o Estado aumentaram consideravelmente não é nenhuma novidade, sobretudo nas cidades com maior número de habitantes.

Mas o aumento do número da frota do Piauí em 2014, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN-PI), teve um salto considerável, com 947.917 veículos circulando em todo o Estado. O número apresenta um crescimento de 127.795 veículos em relação ao levantamento de 2013, com 820.122.

A maior parte dos veículos é motocicletas, que representam 452.682, 47,75% do total da frota. Os automóveis representam 281.908 do número total. Teresina, Parnaíba e Picos são as cidades que detêm as maiores frotas.

A capital possui 43,24% da frota do Estado, com 409.965 veículos, sendo a sua maioria automóvel (177.428), com 43,27% do total de conduções. Em segundo lugar estão as motos, com 35,2% da frota da capital. No interior o número de motos representa 32,52% da frota total de veículos.

Este crescimento considerável do número da frota piauiense é fruto das facilidades no crediário, dos veículos que estão mais baratos porque passaram a ser produzidos no país e as reduções fiscais por parte do Governo Federal.

Porém, o alto número de veículos circulando também denota outra realidade: a inadimplência dos condutores piauienses com a documentação dos veículos.

Dos 947.917 veículos que circulam no Piauí, 47,05% estão com documentação irregular junto ao Detran-PI, onde 53,65% desses veículos circulam no interior e 40,99% na capital.

Fonte: Polly e Lucrécio Arrais