Decretada a ilegalidade da greve dos professores da Uespi

Professores estão em greve há cerca de dois meses

No início da tarde desta segunda-feira (20), o desembargador Raimundo Nonato da Costa decretou a ilegalidade da greve dos professores da Universidade Estadual do Piauí. Na decisão, o desembargador estabeleceu uma multa diária de 10 mil reais por dia caso a decisão não seja cumprida pelo sindicato da categoria. 

Os docentes da Uespi estão em greve há cerca de dois meses e reivindicam, entre outros pontos, gratificações por qualificação, reajuste salarial  e concurso público.

O Governo do Estado alega que não tem condições de oferecer reajustes a nenhuma categoria neste momento, tendo em vista que os gastos com o pessoal estão no limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal. 

O pedido de ilegalidade da greve foi feito no último dia 1º de junho e o Tribunal de Justiça ainda tentou, sem sucesso, mediar um acordo entre os docentes e o Governo. 

Fonte: Portal Meio Norte