Defensora Geral determina correição na Defensoria Itinerante no PI

Procedimento será realizado no próximo mês de maio

A defensora pública geral do Estado do Piauí, Hildeth Evangelista, atendeu solicitação do diretor e defensor público, Afonso Lima a Cruz Júnior, e determinou que seja realizada correição na Defensoria Itinerante no próximo mês de maio, no sentido de otimizar o atendimento nesse órgão de atuação da Instituição que hoje apresenta excessiva demanda.

Na solicitação encaminhada à defensora-geral por meio do Memo Nº 90/2016-DI,  o diretor detalha a situação em que se encontra a Defensoria Itinerante, que atualmente conta com apenas dois defensores públicos em seus quadros, o que torna impossível atender com eficiência toda a demanda. Ressalta Afonso Júnior que de janeiro até o início deste mês de abril deram entrada na Itinerante 490 históricos, 723 processo e 79 flagrantes, isso apenas na capital,  o que, segundo ele, já seria suficiente para justificar a permanência dos dois defensores na sede,  onde poderiam dar os encaminhamentos necessários a cada caso. 

No entanto, os dois defensores da Itinerante têm ainda que realizar viagens para atender a demanda da Diretoria no Interior do Estado sendo que cada um realiza em média 6 viagens semanais, o que tem como resultado o acréscimo de cerca de mais 40 históricos oriundos das Comarcas de maior porte aos já somados na capital. O diretor destaca que a todo esse volume de trabalho ainda soma-se a participação da Defensoria no Programa Justiça Itinerante, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça em todo o estado do Piauí.

Diante dos fatos,  Afonso Júnior solicitou que ocorra a suspensão das viagens de toda a equipe da Defensoria Itinerante durante o mês de maio, para que possa ser realizada a correição, mantendo-se apenas o calendário referente à Jornada do Programa Justiça Itinerante, que continuará sendo realizada, para a qual pede a publicação de edital no sentido que possa haver a habilitação de defensores públicos interessados em participar.

Ciente dos fatos, a defensora pública geral, Hildeth Evangelista, determinou que sejam procedidos os ajustes necessários para que seja realizada a correição na Defensoria Itinerante, buscando solucionar as questões levantadas pelo diretor. 
  
Além da direção do defensor público Afonso Lima da Cruz Júnior, a Defensoria Itinerante conta com a coordenação da defensora pública Paula Batista da Silva.

Fonte: Com informações do Portal do Governo