Dengue deixa Minas, São Paulo e todo o Nordeste em alerta

Ministério da Saúde orienta estados a reforçar ações de combate

Todos os Estados da região Nordeste - Bahia, Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Ceará e Maranhão -, Minas Gerais e São Paulo foram colocados em alerta pelo Ministério da Saúde nest ataerça-feira como áreas que apresentam crescimento de casos de dengue.

Até o dia 6 de março, Minas Gerais registrou 48.723 casos, contra 19.652 no mesmo período de 2009. O Estado de São Paulo apresentou aumento de 1.114% no início do ano. Os casos passaram de 978, em 2009, para 11.875, em 2010.

A Região Nordeste, principalmente o Estado de Alagoas, passou a ser monitorada pelo ministério por causa do início da época de chuvas, no mês passado. A alta umidade é um dos facilitadores da proliferação dos criadouros do Aedes aegypti - o mosquito transmissor da doença.

O Ministério da Saúde tem orientado os governos locais para reforçarem as ações de prevenção. Os técnicos do órgão estão em Alagoas trabalhando no combate à doença. "As ações de intensificação e o esforço de mobilização devem permanecer nesses locais para que possamos chegar até junho - período que acaba a sazonalidade da dengue no Brasil - com mais tranquilidade", disse o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue, Giovanini Coelho.

O ministério atribui o aumento dos casos neste ano às fortes chuvas e ao calor, além da circulação do vírus tipo 1 da dengue. O sorotipo circulou no País na década de 90 e retornou no fim do ano passado. De acordo com o órgão, quem nasceu depois dessa década está vulnerável ao vírus porque não apresenta imunização. Segundo Coelho, mais de 70% dos casos analisados pelas autoridades foram do tipo 1.

O levantamento do Ministério da Saúde registra 227.109 notificações de casos de dengue em todo o País, de janeiro até o dia 6 de março. No mesmo período de 2009, o Brasil teve 131.872 pessoas com a doença.

Sintomas

Os sinais mais comuns da dengue são febre, dores no corpo e dor de cabeça, além de manchas vermelhas pelo corpo. De acordo com o Ministério da Saúde, a dengue raramente mata. Já a dengue hemorrágica é caracterizada por febre aguda e pode causar sangramento, ocasionalmente choque e levar à morte.

Fonte: Terra