Depois de passar 145 dias em hospital, humorista Shaolin retorna para casa na Paraíba

Depois de passar 145 dias em hospital, humorista Shaolin retorna para casa na Paraíba

A mudança do humorista Shaolin da UTI para o quarto aumentou a proximidade dele com a mulher Maria Laudicéia

Depois de passar 145 dias no hospital das Clínicas, na zona oeste de São Paulo, Francisco Jozenilton Veloso, o humorista Shaolin, recebeu alta e voltou para sua casa, em Campina Grande, na Paraíba. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, ele deixou o quarto ?em estado mínimo de consciência e clinicamente estável?, na sexta-feira (10).

Shaolin vai continuar o tratamento de reabilitação em Campina Grande. No dia 19 de maio, o humorista foi transferido da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para o quarto do hospital das Clínicas, ainda respirando com ajuda de aparelhos em estado grave. Uma semana depois, no dia 25, os aparelhos que auxiliavam na respiração foram retirados, mas Shaolin continuava em coma.

A mudança do humorista Shaolin da UTI para o quarto aumentou a proximidade dele com a mulher Maria Laudicéia. Ela continua visitando o marido todos os dias, mas com a mudança, pode ficar com o humorista por mais tempo.

- No quarto, posso ficar com ele por tempo indeterminado. Antes, na UTI, era apenas meia hora para evitar problemas de infecção, por exemplo. Na verdade, o acesso continua restrito, só familiar pode entrar.

O acidente

Francisco Jozenilton Veloso, o Shaolin, ficou gravemente ferido em um acidente na BR-230, na região de Mutirão, em Campina Grande (PB), no dia 18 de janeiro. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o comediante dirigia no sentido São José da Mata quando um caminhão, que vinha na faixa oposta, invadiu a contramão e bateu contra o veículo do artista.

No dia 20 de janeiro, o motorista envolvido no acidente, Jobson Clemente Benício, de 23 anos, apresentou-se à delegacia da Polícia Rodoviária Federal da cidade paraibana. O inspetor responsável pela unidade ouviu o motorista que, em seguida, foi liberado.

Desde o acidente, já foram ouvidos policiais rodoviários federais; médicos do Samu, que prestaram os primeiros atendimentos ao humorista e pessoas da comunidade local, que presenciaram o ocorrido, segundo informou ao R7 o advogado da família de Shaolin, Rodrigo Felinto.

Ainda de acordo com o advogado, a delegada responsável pelo caso pediu mais prazo ao Ministério Público, pois ainda faltam depoimentos de duas ou três testemunhas, além da documentação com o quadro clínico do humorista do hospital em que ele deu entrada logo após o acidente.

Assim que tudo estiver anexado ao inquérito, o Ministério Público julgará se acusa ou não o motorista do caminhão como réu no crime de lesão corporal na direção de veículo automotor, previsto no Código de Trânsito Brasileiro.

Fonte: R7, www.r7.com