Deputado elogia o decreto que cria projeto de Força Estadual do SUS no PI

O decreto foi elogiado com veemência pelo deputado que segundo ele assegura o planejamento dedicado ao longo dos últimos seis meses

O decreto que cria a Força Estadual do SUS lançado na última terça foi destacado pelo deputado Francisco Ramos (PSB) ao discursar na tribuna da Assembleia Legislativa do Piauí e explicou que o projeto se trata de uma ação da Secretaria de Saúde do Estado/Sesapi, que segundo ele levará profissionais da saúde para regiões desassistidas de algumas especialidades.

O projeto é considerado relevante pelo parlamentar e assegura ser capaz de atender os anseios da população piauiense, referentes à saúde pública, em especial das comunidades mais carentes do interior do Piauí que, segundo ele padecem sem atendimentos médicos ?dignos?, motivo que acredita implicar no princípio da dignidade da pessoa humana, por se tratar dos direitos inerentes à saúde pública.

O decreto foi elogiado com veemência pelo deputado que segundo ele assegura o planejamento dedicado ao longo dos últimos seis meses para a execução do programa é importante e ressalta que não se pode comparar com o programa do governo federal, Mais Médicos, apresentado no mês passado pelo governo de Dilma, que visa levar profissionais de saúde a municípios onde há falta de profissionais do país. O deputado defende que a Força Estadual do SUS vai trabalhar com todos os profissionais da área de saúde em regiões que estejam desassistidas, razão que considera diferente e incompatível com a Medida Provisória 621.

As equipes médicas enviadas ao interior do Estado poderão realizar procedimentos de média incomplexidade em diversas áreas; entre elas oftalmologia, ortopedia, cirurgia geral, ginecologia, neurologia e cirurgia pediátrica; conforme explica o deputado. Ainda de acordo com ele, o programa apresentado pelo governo estadual deve ser visto como medidas preventivas em combate à falta de assistência de saúde pública do Estado. ?O programa é louvável. Foi elaborado por profissionais competentes e vai surtir em resultados muito favoráveis?, diz, ao acrescentar que ?30% dos piauienses estão insatisfeitos com o sistema púbico do Estado?.

Fonte: Jornal Meio Norte