"Destruiu minha vida", diz pai sobre morte de filho baleado dentro de carro

Sentado na cadeirinha, garoto foi atingido por disparo na cabeça, em Luziânia.

O pai de Gabriel da Silva Souza, de 2 anos, que morreu ao ser baleado dentro do carro da família, está indignado com a morte do filho, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. O homem, que prefere não se identificar, pede que seja feita justiça: ?Quero justiça, que esse cara seja preso e que venha a pagar pelo que fez. Destruiu minha vida?.



O menino foi morto na quarta-feira (10) e enterrado na tarde do dia seguinte, em Luziânia. O sepultamento ocorreu em um cemitério do município e foi marcado por muita comoção e revolta dos familiares.

De acordo com o pai do garoto, ele estava com a mulher e o filho no veículo. Eles tinham saído da zona rural para o Centro de Luziânia. No caminho, se depararam com um sofá no meio da estrada. O pai relata que quando desacelerou o veículo para desviar do objeto, um homem saiu do meio da mata atirando.

A bala atingiu a cabeça de Gabriel, que foi encaminhado para o Hospital Regional de Luziânia. No entanto, o menino não resistiu ao ferimento.

O delegado Cléber Martins trabalha com a hipótese de tentativa de assalto. Ele afirmou que outras pessoas também foram vítimas do criminoso. ?Temos por meio de uma vítima, que também foi interceptada no local, características do suspeito. Estamos trabalhando em cima dessas características para tentar identificá-lo e prendê-lo?, explicou.

Fonte: G1