Detentas acusadas de tráfico de drogas postam fotos em rede social de dentro do presídio

Detentas acusadas de tráfico de drogas postam fotos em rede social de dentro do presídio

Uma revista será realizada nas celas para apreender os aparelhos

Agentes penitenciários da Unidade Dr. Francisco d"Oliveira Conde, em Rio Branco, identificaram na quarta-feira (10) que duas detentas estariam fazendo atualizações em perfis no Facebook supostamente de dentro do presídio.

De acordo com informações do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), as duas foram presas por tráfico de drogas. Uma delas está reclusa desde o dia 22 de junho de 2011 e a outra desde 20 de fevereiro de 2012.

Segundo o agente penitenciário Adriano Marques, o primeiro a visualizar a atualização na rede social, houve dúvidas, de início, acerca da identidade da detenta. "Fiquei na dúvida se era mesmo ela, porque eu vi que haviam atualizações recentes. Então liguei para outra agente para confirmar se a mulher estava encarcerada e ela confirmou", disse Marques.

As informações foram passadas ainda na noite da quarta-feira (10) para o gabinete do Iapen. De acordo com o Núcleo de Inteligência do instituto, o órgão pediu uma revista nas celas com a finalidade de apreender esses aparelhos. De acordo com o núcleo, apesar das inspeções é possível que os aparelhos tenham chegado de algum modo às mãos das reeducandas.

Adriano Marques afirma que a questão já é uma reivindicação antiga da classe, por meio do sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado do Acre (Agepen - AC). "O problema é que no presídio não há bloqueadores de sinal de celular, nem sistema de monitoramento de vídeo, que garantiria tanto a segurança dos agentes quanto dos detentos", disse o agente.

Fonte: G1