Duas detentas caem de viatura em movimento e são arrastadas no Rio

Duas detentas caem de viatura em movimento e são arrastadas no Rio

O caso só veio à tona depois que a irmã da presidiária Pamela Pales de Souza, uma das vítimas, narrou o fato à sua advogada

Duas detentas foram arrastadas depois de cairem de um carro do Grupamento de Serviço de Escolta (GSE), da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). O acidente foi em 30 de agosto, enquanto um grupo de detentas do Complexo de Gericinó era levado para uma audiência no Tribunal de Justiça, no Centro do Rio.

O caso só veio à tona depois que a irmã da presidiária Pamela Pales de Souza, uma das vítimas, narrou o fato à sua advogada, que acionou o Instituto dos Defensores dos Direitos Humanos. Um representante do instituto deve visitar a detenta na próxima segunda-feira.

? Pelo relato a irmã de Pâmela, que também é detenta, o motorista do carro deixou a porta destravada. Todas as presas estavam algemadas umas às outras. Em uma manobra mais brusca, aquelas que estavam perto das portas foram projetadas e arrastadas ? disse a advogada Guiomar Mairovitch.

De acordo com a Seap, duas presas caíram do ônibus do GSE e foram socorridas no Hospital municipal Souza Aguiar, onde ficou confirmado que elas sofreram escoriações. Em nota, a Seap esclareceu que, logo após o acidente, as internas foram encaminhadas ao hospital e também foram conduzidas à 34 DP (Bangu), para o registro da ocorrência. Ainda de acordo com o órgão, foi intaurado um procedimento administrativo para apurar as causas do acidente.

Fonte: Extra