Detran-PI inicia fiscalização nas autoescolas de Teresina

A fiscalização tem o objetivo de averiguar a condição do veículo

O Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) está intensificando a fiscalização nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) do Estado. A ação faz parte de um conjunto de medidas adotadas a partir do início deste ano para melhorar a qualidade dos processos de obtenção da primeira carteira nacional de habilitação (CNH) no Piauí.


Image title

A fiscalização tem o objetivo de averiguar a condição do veículo de aprendizagem para a prática escolar, a freqüência do aluno, o registro da carga horária, a licença de aprendizagem, o porte obrigatório da CNH devidamente atualizada dos instrutores de trânsito e documentação em dia dos veículos da autoescola. De acordo com o diretor de habilitação, Venâncio Cardoso, a intenção nessa primeira etapa de fiscalização é monitorar todas as autoescolas do Estado, verificando se as mesmas estão atendendo as exigências do Detran-PI e/ou do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

“Estamos iniciando os trabalhos de fiscalização após a realização da renovação e credenciamento de novos Centros de Formação de Condutores. Isso é resultado da parceria Detran e CFCs na busca do aprimoramento de qualidade de ensino e do serviço prestado aos usuários”, destaca Venâncio Cardoso, afirmando que o acompanhamento da situação das autoescolas tem reflexo direto na qualidade dos futuros condutores, sendo a fiscalização uma forma de garantir ao usuário maio segurança ao procurar uma autoescola.

Durante essa primeira fiscalização que aconteceu nas zonas Sudeste e Sul de Teresina, os fiscais do Detran constataram alguns problemas de documentação de instrutores e veículos da autoescolas e alunos sem licença de aprendizagem. Os CFCs que infringirem a legislação de trânsito serão notificados e terão um prazo de 15 dias para ser regularizar.

O não cumprimento das regras estabelecidas no ato normativo do Detran, considerando a gravidade da autuação, penalizará os Centro de Formação irregulares com sanções que vão desde a aplicação de advertência, suspensão e até cancelamento de suas atividades.

O diretor de habilitação destaca que esse trabalho será rotineiro na capital e no interior do Estado, no intuito de evitar irregularidades no setor e garantir a qualidade e a segurança na formação dos condutores piauienses.

Atualmente 164 CFC’s funcionam em todo o Estado, das quais 73 operam em Teresina. A intenção do Detran é fiscalizar e monitorar todas ao longo do ano.

Fonte: Jornal Meio Norte