Dilma descarta reforma da Previdência e defende ajustes tópicos

Ela afirmou que outros países tiveram problemas com grandes mudanças

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, descartou nesta segunda-feira uma reforma na Previdência Social defendendo a realização de ajustes sistemáticos após discussão com a sociedade.

"Defendo que a gente ajuste a Previdência. Se aumentou a expectativa de vida da população, tem que ajustar para que a Previdência dê conta, não vai cair do céu... Tem que arrumar mais dinheiro, vai ter de mudar as regras e negociar a mudança de regras com a sociedade", disse Dilma em entrevista à rádio CBN.

"A experiência demonstra que é melhor fazer ajustes tópicos, sistemáticos e não uma grande reforma", explicou.

Ela afirmou que outros países tiveram problemas com grandes mudanças. "A reforma apresentou armadilhas. Os países que fizeram tiveram problema com a corrida à aposentadoria."

Na semana passada, em entrevista à mesma rádio, o pré-candidato do PSDB, José Serra, defendeu a adoção da reforma do sistema previdenciário.

Dilma também rebateu a acusação feita pelo ex-governador Serra quanto ao aparelhamento do Estado pelo PT. Segundo ela, a agência paulista de transporte tem à frente um deputado federal tucano e "nem por isso acho que está aparelhada".

Ela afirmou também que é candidata com trajetória de esquerda. "Sou uma pessoa com trajetória de esquerda, agora, sou sobretudo a candidata de um projeto que mudou o modelo deste país", disse, citando a distribuição de renda e prevendo a erradicação da miséria extrema nesta década.

Fonte: MSN Notícias