Divulgado resultado de seleção de preceptores para o PET-Saúde

O resultado da seleção está disponível no Nucepe.

Foi divulgado hoje (18) o resultado da seleção do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saude - PET-Saúde/GraduaSUS 2016/2017. O programa é voltado para profissionais de saúde interessados em atuar como preceptores de alunos de cursos da área de saúde da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Foram aprovadas 29 profissionais da Fundação Municipal de Saúde (FMS) em duas modalidades: a primeira, voltada aos que atuam na assistência, para desenvolver as atividades nas Unidades Básicas de Saúde do Vamos Ver o Sol, Nova Brasília, Santa Bárbara e Alto da Ressurreição, além dos CAPS II, Norte, Leste, Sudeste e AD. A segunda é reservada aos que atuam na Gestão Regional e Central. Em ambos os casos, a inscrição foi em caráter de cadastro de reserva.

O Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-SAÚDE GRADUASUS) foi lançado pelo Ministério da Saúde, por intermédio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), como fomento e organização das ações de integração ensino de graduação-serviço-comunidade nos território de saúde, para fortalecer o movimento de mudança da formação de graduação em saúde, aproximando-a do Sistema Único de Saúde (SUS).

“As ações desenvolvidas pelos projetos deverão envolver atores do SUS e da comunidade acadêmica, como professores, estudantes, profissionais de saúde e gestores, com foco na interdisciplinaridade, na integração ensino-serviço, na humanização do cuidado, na integralidade da assistência, no desenvolvimento das atividades que considerem a diversificação de cenários de práticas e redes colaborativas na formação para o SUS. Além de reorientar a formação profissional nos cursos de graduação da UFPI, o PET tem o objetivo da qualificação em serviço dos professores, alunos e profissionais da saúde, daí sua importância”, explica Smithany Barros, diretora de Ações Assistenciais da FMS.

O resultado da seleção está disponível no Núcleo de Estudos de Saúde Pública da UFPI. 

Fonte: Com informações da Assessoria