Doadora de leite materno ganha na justiça causa contra humorista Danilo Gentili após sua piada

Doadora de leite materno ganha na justiça causa contra humorista Danilo Gentili após sua piada

Michele já doou mais de 300 litros de leite para hospitais de Pernambuco

A pernambucana Michele Rafaela Maximino, de 31 anos, ganhou na justiça uma causa contra o humorista e apresentador Danilo Gentili, da emissora de televisão Bandeirantes. De acordo com a sentença emitida pela juíza da 2ª Vara Cível de Olinda, Cíntia Daniela Albuquerque, a emissora pagará uma multa diária de R$ 5 mil caso não retire da web o trecho do programa "Agora É Tarde" onde Gentili faz uma piada sobre Michele. A sentença saiu na terça-feira (29). Além de humorista e da Bandeirantes, também são réus da ação a TV Tribuna, emissora afiliada aqui em Pernambuco, e o humorista Marcelo Mansfield, que também fez piadas com a pernambucana.

Michele já doou mais de 300 litros de leite para hospitais de Pernambuco, e tenta entrar para o Guinness Book, o livro dos recordes, como a maior doadora de leite do mundo. No programa de TV, exibido no dia 3 deste mês, Danilo chama a pernambucana de "vaca" e a compara com o ator pornográfico Kid Bengala.

"A justiça está sendo feita, pelo menos. Ele falou essas barbaridades, e eu estava fazendo um incentivo às mães a doarem leite. Eu achei isso um horror. Até hoje estou traumatizada", afirmou Michele. Ela conta que, após a exibição do programa, passou a ser alvo de muitas piadas em Quipapá, cidade da Mata Sul do estado onde vive com o marido e os dois filhos. "Eu passava na rua e o povo falava "olha a vaca de Danilo Gentili"", relembrou. Agora, a pernambucana passa por tratamento psiquiátrico. "Fiquei várias noites sem dormir, sem tirar da minha cabeça aquilo que ele falou. Um peito secou", disse. Acostumada a tirar de 1 a 1,5 litros de leite por dia, agora Michele retira menos de meio litro.

Segundo Michele, a produção do programa usou a imagem dela sem autorização. "Eu não assisti no dia. A população de Quipapá viu e ligou para minha casa. Já foram acusando o meu marido de ter vendido a minha imagem para a Band, mas eu liberei as fotos apenas para a Globo, para o portal", contou.

O marido de Michele, Ederval Trajano, disse que a mulher não tem mais vontade de doar leite. "Se Michele parar de doar, a gente quer fazer uma grande campanha para que outras mães façam uma substituição da doação de leite nesse hospital [Jesus Nazareno, em Caruaru]", afirmou.

O processo correu na Comarca de Olinda, Região Metropolitana do Recife, e a emissora Bandeirantes deverá retirar do ar em até cinco dias, contados a partir de ontem, o conteúdo da internet, sob pena de pagamento diário de R$ 5 mil. A Band também tem o direito, em até dez dias, de recorrer da decisão. Procurada, a assessoria de imprensa da Band, que também responde por Danilo Gentili, disse que não comenta o assunto.

Fonte: G1