Docentes da UFPI decidem pelo fim ou não da greve

Após quase 2 meses, docentes votam se darão fim ou não a greve.

Será realizada uma assembleia geral na Associação dos Docentes da Universidade Federal do Piauí, nesta quarta-feira(07) às 15 horas, para avaliar a proposta de saída unificada da greve nacional dos docentes federais indicada pelo ANDES-SN, considerando o período de 13 a 16 de outubro. Também entrará em pauta a avaliação da proposta apresentada pelo governo federal e a eleição do Delegado para compor o Comando Nacional de Greve.

Depois de quase dois meses de greve, os docentes pela primeira votam se darão fim ou não a greve na UFPI. De acordo com o professor Welter Cantanhede, vice-presidente da ADUFPI, é preciso avaliar a conjuntura e decidir. “O Comando Nacional de greve, através no comunicado 44, sugeriu que todas as universidades em greve realizassem suas assembleias para avaliar a proposta do governo federal e perspectivas da greve. Acatamos o indicativo e colocamos para avaliação dos associados. Por isso pedimos a participação de todos os professores, conveniados a ADUFPI, para participar da assembleia e dar sua opinião sobre os temas”, comenta Welter.

De acordo com os docentes, este movimento grevista, além de denunciar o projeto privatista do governo para o ensino público, revela a situação de precarização das suas condições de trabalho e de ensino; contribui para aglutinar novos docentes para a luta em defesa da educação pública; e fortalece a unidade com o movimento estudantil combativo, os Servidores Públicos Federais (SPF) e movimentos sociais. Os docente lutam por uma educação pública de qualidade, pela não privatização da educação, por melhores condições de trabalho, salários e infraestrutura e segurança adequada nas instituições de ensino.

Image title


Fonte: Assessoria