Documentário mostra história de baiano que tem o pescoço virado para trás

Cláudio, que tem o pescoço virado para trás, venceu as dificuldades e leva uma vida independente.

A história do baiano Cláudio de Oliveira, de 38 anos, é retratada em um documentário produzido pelo Serviço Mundial da BBC gravado na cidade de Monte Santo, no sertão da Bahia. Cláudio, que tem o pescoço virado para trás, venceu as dificuldades e leva uma vida independente.


Cláudio afirma que, apesar do problema, consegue levar realizar tarefas do cotidiano. "Muita gente imagina que, por causa da minha deformação, eu enxergue as coisas de cabeça para baixo, mas eu enxergo normalmente", disse. A mãe de Cláudio, Maria José, se emociona ao falar das conquistas do filho. "Quando o chamaram para receber o diploma, foi muito emocionante. Não esperava que ele fosse alcançar tanto. Achei que fosse tomar conta dele pelo resto de minha vida, mas acho que é o contrário. Eu dependo mais dele do que ele de mim”, declarou.

O documentário procura mostrar que, apesar da deficiência, Cláudio consegue usar computador, frequentar cursos e até mesmo fazer palestras. Inclusive, na época em que foi gravado, ele se preparava para mais uma viagem aos Estados Unidos.

"Isso começou em 2000, quando saí da minha cidade no sertão para ir a outra cidade. Minha primeira palestra foi em uma igreja. Estava muito nervoso. Havia mais de 200 pessoas lá e nunca tinha falado em público. Mas Deus foi maravilhoso e tudo correu bem”, disse.

Fonte: UOL