Acionistas querem pagar Fed e manter controle da AIG

Os principais acionistas da seguradora americana AIG tentam reunir recursos

Os principais acionistas da seguradora americana AIG tentam reunir recursos para pagar o empr?stimo de US$ 85 bilh?es recebido do Federal Reserve (Fed, o BC americano) nesta semana, evitando assim ter de transferir o controle da empresa, segundo fontes ouvidas pelo di?rio americano "The Wall Street Journal" ("WSJ").

Na ter?a-feira (16) o Fed aprovou o empr?stimo ? AIG para evitar que a empresa tivesse o mesmo destino do banco de investimentos Lehman Brothers, que pediu concordata. O empr?stimo, no entanto, veio com a condi??o de a empresa transferir 79,9% de participa??o o que seria passar o controle da AIG.

"Os obst?culos aos esfor?os desses acionistas podem ser grandes, uma vez que eles e os investidores que conseguirem atrair ter?o de desembolsar altas somas", diz a reportagem publicada no site do jornal nesta sexta-feira.

O esfor?o dos acionistas, segundo o "WSJ", ? tentar pagar rapidamente o governo, para n?o ter de efetuar a transfer?ncia da participa??o. "Essa meta pode ser obtida n?o apenas atrav?s da venda de ativos que a empresa est? planejando, mas tamb?m atrav?s de investimentos na AIG vindos de grandes investidores, tais como fundos soberanos", diz o texto.

O executivo-chefe da AIG, Edward Liddy, que foi nomeado nesta semana como parte do arranjo feito com o governo, disse n?o saber desses esfor?os dos acionistas e n?o fez coment?rios, informou o "WSJ". A transfer?ncia da participa??o para o governo ainda est? sujeita a aprova??o dos acionistas, informou a AIG em um documento encaminhado ? SEC (Securities and Exchange Commission, o ?rg?o regulador dos mercados nos Estados Unidos).

O Fed justificou a decis?o alegando que uma derrubada da AIG poderia intensificar o j? delicado momento do mercado financeiro mundial, arrastando ainda mais empresas e economias. "O Fed determinou que, nas atuais circunst?ncias, uma concordata do AIG poderia somar ao j? bastante fragilizado mercado financeiro e elevar substancialmente os custos de empr?stimos", informou o Fed em um comunicado.

"Este empr?stimo facilitar? o processo por meio do qual a AIG vender? alguns de seus neg?cios de forma ordenada, com a menor altera??o poss?vel na economia geral (...) O empr?stimo inclui condi?es e prazos concebidos a fim de proteger os interesses do governo dos Estados Unidos e dos contribuintes", diz a nota.

At? a chegada da ajuda do Fed, a AIG vinha buscando captar US$ 75 bilh?es necess?rios para escapar da quebra tema que ganhos o primeiro plano nesta semana ap?s o pedido de concordata do Lehman Brothers, feito ? Corte de Fal?ncias dos EUA.

Al?m disso, em pouco mais de uma semana, o governo dos EUA tamb?m preparou uma ajuda de at? US$ 200 bilh?es para as gigantes hipotec?rias Fannie Mae e Freddie Mac, e o Merrill Lynch, outro importante banco de investimentos, foi vendido ao Bank of America.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br