Alto preço no ovo de Páscoa afasta consumidor da prateleira em Teresina

A alta no preço do ovo de chocolate evidencia o comportamento retraído do consumidor, que está trocando o ovo de Páscoa de grandes marcas por ovos caseiros.

O valor abusivo dos ovos de Páscoa leva a população a buscar soluções alternativas durante a Quaresma. Em uma loja da cidade, um ovo de Páscoa de 90 gramas é comercializado a R$ 39,90. No mesmo local, uma barra de chocolate de 150 gramas pode ser adquirida por R$ 3,99.

A alta no preço do ovo de chocolate evidencia o comportamento retraído do consumidor, que está trocando o ovo de Páscoa de grandes marcas por ovos caseiros.

Maiores, mais baratos e com mais possibilidade de customização, eles se tornaram uma opção viável para quem não deseja desembolsar grande quantidade de dinheiro em chocolate.

Até o momento, a venda de ovos da Páscoa de marcas tradicionais não decolou e está abaixo da expectativa do mercado. Michelle Rodrigues é gerente de uma loja de departamento da capital e informa que a venda está abaixo do esperado no período.

"Geralmente sentimos o aumento das vendas nos dias que antecedem a Páscoa, especialmente na véspera do feriado prolongado. Mas até o momento, as vendas estão abaixo do esperado.

Está satisfatório, mas neste mesmo período do ano passado havíamos feito mais reposições de ovos nas prateleiras, o que ainda não aconteceu até agora", comenta.

A gerente aponta o período do mês e a maior gama de opções de presente, que pode deixar as pessoas mais confusas. "Percebo que elas estão olhando, mas não levam no momento. Como tem mais variedade este ano, elas ainda devem estar se decidindo qual levar depois", diz.

Entretanto, não é a variedade de ovos de Páscoa que afasta os consumidores dos produtos de marca. A dona de casa Rosa Almeida disse ter se assustado quando viu o preço do ovo de chocolate na prateleira e já disse aos filhos que não vai comprar o produto este ano.

"Não sei por que está tão caro, é o mesmo tipo de chocolate que vendem na barra, no biscoito e no bombom. Não precisa custar tanto. Tenho três filhos pequenos e todos pediram algum ovo temático de presente, mas já disse que este ano talvez o coelhinho da Páscoa não visite nossa casa.

Não tenho condições de desembolsar quase R$ 300 em chocolate", confessa a dona de casa, que vai recorrer aos ovos caseiros para fazer a alegria dos filhos.

Quem tem motivos de sobra para ficar alegre são os profissionais liberais que comercializam a versão caseira do ovo de Páscoa. A estudante de Gastronomia e autônoma Mayara Venâncio conta que a demanda está tão grande que ela quase não dá conta de atender os diversos pedidos.

Na lista de desejos dos consumidores estão os ovos trufados e a novidade da vez: os ovos de colher. Além do preço mais em conta, o cliente tem mais liberdade na hora de montar o presente e pode adquirir ovos com recheio dos mais variados sabores.

"Os ovos de colher estão tendo uma procura excelente. Ele é um ovo partido ao meio com recheio de brigadeiro, doce de leite ou uma musse do sabor escolhido para o cliente. É uma novidade que quebra o formato tradicional daquele ovo oco e pode ser um ótimo presente para os namorados ", conta.

De qualquer forma, há quem ache que o preço do ovo de Páscoa de marca não está tão elevado. A universitária Juliana Costa fala que há boas opções com preços bem em conta na prateleiras. Um deles é um ovo inspirado no filme Star Wars, que vem com uma caneca comemorativa.

"Se eu fosse comprar somente a caneca, iria pagar quase a mesma coisa que o pacote com ovo e presente. Tudo aumentou do ano passado para agora e este ano os ovos estão vindo bem mais incrementados, cheios de presentes legais. O preço está condizente com a variedade, e enquanto vier com brindes legais, continuarei comprando", avisa.

 

Fonte: Olegário Borges