Após dois anos de briga, Abilio Diniz fecha acordo com Casino e deixa grupo Pão de Açúcar

Após dois anos de briga, Abilio Diniz fecha acordo com Casino e deixa grupo Pão de Açúcar

Com o acordo acertado entre os dois acabam as arbitragens e o Abilio deixa a presidência do conselho da empresa

Após dois anos de briga, o empresário Abilio Diniz fechou acordo com Jean Charles Naouri, do Grupo Casino, e deixará o Grupo Pão de Açúcar.

Com o acordo acertado entre os dois acabam as arbitragens e o Abilio deixa a presidência do conselho da empresa. Época NEGÓCIOS apurou que o acordo prevê que o empresário converta as suas ações ON (com direito a voto) em PN (sem direito a voto), com data de hoje e com valores iguais. Considerando os valores das ações hoje, Abilio sairia com uma boa vantagem financeira, já que as ações ON estão cotadas a R$ 72,63 e as ações PN estão valendo R$ 98,62.

Durante coletiva de imprensa, realizada na tarde desta sexta-feira, Abilio leu uma carta que enviou aos funcionários do Pão de Açúcar. "Exatos 65 anos depois, encerro esse importante ciclo de sucesso da empresa (...) Também sinto tristeza. Sentirei saudade da empresa e das pessoas", disse o empresário.

Sócios desde 1999, Abilio e Casino passaram a brigar em 2011, quando o empresário negociou a fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour - maior rival do Casino - sem avisar Naouri. Os franceses interpretaram a atitude como uma tentativa de burlar o acordo que em 2012 deu ao Casino o controle do Pão de Açúcar.

Naouri chegou a entrar com dois pedidos de arbitragem na Câmara Internacional de Comércio contra Diniz. Desde então, os dois vem trocando farpas pela imprensa e não podem se encontrar nos corredores da empresa.

No início deste ano, os dois voltaram a se desentender quando Abilio Diniz assumiu a presidência do conselho da BRF. O Casino afirmava que havia conflito de interesse na permanência de Diniz nas duas empresas. Já Abilio, discordava e dizia que não havia nenhuma cláusula em contrato que o impedisse de ficar nas duas empresas.

Com o acordo fechado nesta sexta-feira, Abilio Diniz e Jean Charles Naouri encerram as brigas. Sobre o fim da sociedade com o Casino, Abilio afirmou: "Os últimos dois anos não foram fáceis, mas encontramos uma saída boa para todos".

Fonte: Época