Aumenta número de mulheres que assumem comando de famílias no Nordeste

Houve um aumento na proporção de famílias chefiadas por mulheres no Brasil entre 1993 e 2006

Tudo na vida da empres?ria Fernanda Carla Soares, 31 anos, aconteceu muito cedo. Come?ou a trabalhar aos 17 anos e logo depois j? estava casada e j? era m?e. O casamento n?o durou muito tempo e a empres?ria passou a fazer parte de uma realidade cada vez mais comum nas fam?lias

brasileiras, onde quem senta na ?cabeceira? da mesa s?o as mulheres.

Hoje, ela dirige uma empresa e administra sozinha a vida da pequena Gabriela, de 11 anos. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econ?mica Aplicada (Ipea), intitulada ?Retrato das

Desigualdades de G?nero e Ra?a?, houve um aumento na propor??o de fam?lias chefiadas por mulheres no Brasil entre 1993 e 2006. De

acordo com o levantamento, 19,7% (7.288.115) das fam?lias eram lideradas por mulheres em 1993, contra 28,8% (15.748.829) em 2006.

A regi?o Nordeste foi a regi?o que apresentou menor mudan?a nesse sentido: foram 2.087.675 (21,2%) fam?lias lideradas por pessoas

do sexo feminino em 1993 contra 3.982.216 (28,8%). Apesar disso, a diferen?a de 7,6 pontos percentuais mostra que a imagem da dona-de-casa que cuida das crian?as e lava as roupas do marido ? cada vez mais rara por aqui. A pesquisa revelou ainda um pequeno crescimento do n?mero de fam?lias monoparentais( formada por apenas um dos pais e o

filho) masculinas - de 2,1% em 1993 para 2,7% em 2006, mas as monoparentais femininas ainda s?o maioria com 52,9%.

Assim que se separou do marido, Fernanda Carla assumiu todas as despesas com a filha. Elas moram sozinhas em um apartamento

na zona Leste e a figura do pai n?o representa a autoridade m?xima da casa. ?Eu banco tudo sozinha: escola, cursos e viagens?, diz a m?e. Em sua opini?o, o fator que contribuiu para sua independ?ncia foi a determina??o de trabalhar ainda muito jovem ?Sempre quis ter meu pr?prio dinheiro sem precisar depender dos meus pais?, diz.

Fonte: Carolina Durães, Jornal Meio Norte