Baixa renda puxa queda do crédito no país

Última queda havia sido registrada em fevereiro

A procura dos consumidores por crédito caiu 0,3% em agosto em relação a julho depois de registrar cinco altas seguidas, informou a Serasa nesta quarta-feira (9). A redução foi puxada pela baixa renda e foi a primeira desde fevereiro deste ano, quando houve queda de mais de 10%.

Para os técnicos do Serasa, no entanto, o declínio na procura por dinheiro junto aos bancos, financeiras, crediários e cartões de crédito não representa uma reversão de tendência: na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve alta de 4,2% em agosto; em julho, variação era de 3,5%.

No acumulado do ano, a queda na demanda pelo crédito vem perdendo força, segundo a Serasa: a baixa é de 4,1% entre janeiro e agosto; até julho, a queda acumulada era de 5,3%. De acordo com a entidade, o comportamento do consumidor das camadas mais baixas de renda foi o principal determinante da redução observada em agosto.

A demanda por crédito recuou 1,9% para os consumidores com rendimento mensal de até R$ 500, informou a Serasa em comunicado; teve queda de 1,2% para os consumidores que ganham entre R$ 500 e R$ 1.000 por mês; e recuou 0,1% para aqueles com rendimento mensal entre R$ 1.000 e R$ 2.000.

Na análise por regiões geográficas, a busca por crédito também caiu mais em áreas de menor renda per capita, Norte e Nordeste: queda de 13,6% e 3,8%, respectivamente. Apesar disso, houve redução de demanda em todas as regiões pesquisadas.

Fonte: g1, www.g1.com.br