Balança se recupera e acumula superávit de US$ 735 milhões em

Na 1ª semana do mês, balança havia registrado déficit de US$ 172 milhões

A balança comercial brasileira se recuperou e registrou um resultado positivo (exportações menos importações) de US$ 735 milhões nas três primeiras semanas de fevereiro (entre os dias 1º e 21), informou nesta segunda-feira (22) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Em janeiro de 2010, e também na primeira semana de fevereiro, a balança havia registrado déficits, com as importações superando as vendas ao exterior.

Em fevereiro de 2009, foi registrado um superávit comercial de US$ 1,76 bilhão. Na três primeiras semana deste mês, quando a balança registrou superávit de US$ 735 milhões, as exportações somaram US$ 8,76 bilhões, com média diária de US$ 674 milhões, enquanto que as compras do exterior totalizaram US$ 8,03 bilhões, com média de US$ 617 milhões por dia útil.

Na comparação com janeiro deste ano, as exportações cresceram 19,3%, e as importações avançaram 7,7%. Já contra fevereiro do ano passado, as vendas ao exterior subiram 26,6%, mas as importações aumentaram 42,1%. Acumulado do ano No acumulado de 2010, até 21 de fevereiro, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, a balança comercial registrou um superávit de US$ 569 milhões. Até o dia 7 de fevereiro (último resultado que havia sido divulgado), o saldo estava negativo em US$ 338 milhões.

Mesmo com a recuperação, o superávit teve queda nesta comparação. Isso porque, no acumulado de 2009, até a terceira semana de fevereiro, o saldo positivo estava em US$ 830 milhões. Deste modo, houve um recuo de 31,4% do superávit no acumulado de 2010. O desempenho mais modesto da balança comercial, no início de 2010, é fruto da economia aquecida e do dólar barato, fatores que têm impulsionado as compras do exterior.

Além disso, as vendas externas de produtos básicos também são tradicionalmente baixas nesta época do ano, pois os embarques da safra brasileira ainda não tiveram início. Neste ano, até 21 de fevereiro, as exportações somaram US$ 20,07 bilhões, com média diária de US$ 608 milhões, com alta de 22,7% sobre o mesmo período de 2009. Ao mesmo tempo, as compras do exterior somaram US$ 19,5 bilhões até 21 de fevereiro, o equivalente a US$ 591 milhões por dia útil, ou 25,1% a mais do que em igual período de 2009.

Previsões para 2010 e 2011

Em 2010, com um crescimento econômico acima de 5% e com dólar barato, as importações deverão crescer, segundo estimativa dos economistas, o que levará a balança comercial deverá sofrer nova deterioração. Analistas de bancos esperam um saldo de US$ 10 bilhões para a balança comercial em 2010.

Para 2011, a estimativa dos economistas é de um superávit comercial de apenas US$ 1,6 bihão. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) prevê um resultado positivo de US$ 13 bilhões para este ano. Para o Banco Central, o superávit da balança comercial cairá para US$ 15 bilhões em 2010. Em 2009, a balança teve um superávit de US$ 25,34 bilhões, de acordo com números revisados.

Fonte: g1, www.g1.com.br