Balança tem melhor outubro desde 2011 e saldo positivo deste 2012

Balança tem melhor outubro desde 2011, e saldo no ano supera US$ 12

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgado nesta terça-feira (03) dados mostrando que a balança comercial teve um superávit (exportações maiores que as importações) de US$ 1,996 bilhão em outubro. Esse é o melhor resultado desde 2011, para meses de outubro, quando houve superávit de US$ 2,362 bilhões. Em 2014, no mesmo mês, a balança registrou déficit de US$ 1,179 bilhão.

Image title

O superávit do mês é resultado exportações somando US$ 16,049 bihões, e importações de US$ 14,053 bilhões. Também na comparação com outubro do ano passado, as exportações tiveram queda de 4,1%, enquanto as importações recuaram 21,1%.

Acumulado
No acumulado de janeiro a outubro, o superávit ficou em US$ 12,244 bilhões, revertendo também o déficit de US$ 1,921 bilhão registrado no mesmo período do ano passado. O resultado é o melhor para o período desde 2012, quando houve superávit de US$ 15,7 bilhões.

No período, as exportações somaram US$ 160,545 bilhões (recuo de 15,2% sobre o período de janeiro a outubro de 2014), enquanto as importações ficaram em US$ 148,301 bilhões (queda de 22,4% na mesma comparação).

Em 12 meses, a balança acumula superávit de US$ 183,566 bilhões, resultado de US$ 193,681 bilhões exportados e US$ 183,566 bilhões importados.

Image title

Resultado de 2014
Em 2014, a balança comercial brasileira teve déficit (importações maiores do que vendas externas) de US$ 3,95 bilhões, o pior resultado para um ano fechado desde 1998, quando houve saldo negativo de US$ 6,62 bilhões. Também foi o primeiro déficit comercial desde o ano 2000, quando as compras do exterior ficaram US$ 731 milhões acima das exportações.

De acordo com o governo, a piora do resultado comercial no ano passado aconteceu, principalmente, por conta da queda no preço das "commodities" (produtos básicos com cotação internacional, como minério de ferro, petróleo e alimentos, por exemplo); pela crise econômica na Argentina – país que é um dos principais compradores de produtos brasileiros – e pelos gastos do Brasil com importação de combustíveis.

Estimativas do mercado e do BC para 2015
A expectativa do mercado financeiro para este ano, segundo pesquisa realizada pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras na semana passada, é de melhora do saldo comercial. A previsão dos analistas dos bancos é de um superávit de US$ 14 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior.

Fonte: G1