Banco Central prevê alta de 3,3% para energia e de 1,6% para telefonia em 2010

Para este ano, a previsão de aumento médio da eletricidade passou de 4,8% para 5,2% e para a telefonia de 0,3% para 0,9%

O Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, prevê reajuste de 3,3% para a conta de luz e 1,6% para a telefonia fixa no próximo ano. A previsão foi divulgada na ata da reunião realizada pelo comitê na última semana, quando manteve em 8,75% a taxa básica de juros (Selic).

Para este ano, a previsão de aumento médio da eletricidade passou de 4,8% para 5,2% e para a telefonia de 0,3% para 0,9%.

Já para o botijão de gás e para a gasolina, a previsão é que não haja variação de preços em 2010. Para este ano, o Copom reviu suas projeções, que passaram de 0% para 1,9% para a gasolina e de 11,2% para 13,4% para o gás.

Demanda interna

Na ata, o Banco Central avaliou que a recuperação da demanda interna é um fator que pode causar pressões sobre os preços e gerar inflação. O comitê continua pedindo cautela, mas diz que a expectativa de inflação para este e o próximo ano "se mantêm em patamares consistentes com a trajetória de metas".

Entre os fatores para a recuperação listados pelo Copom está o crescimento da renda e aumento do crédito e a aplicação de estímulos como a desoneração de impostos sobre veículos e eletrodomésticos.

"Depois de uma breve contração, a demanda doméstica passou a mostrar evidências de recuperação, graças aos efeitos de fatores de estímulo, como o crescimento da renda", diz a ata.

Inflação

De acordo com a ata, as projeções de inflação feitas pelo BC "elevou-se" em relação à reunião de outubro e está "ao redor" da meta de 4,5% fixada pelo CMN (Conselho Monetário Nacional). Na reunião anterior, a projeção era "abaixo do valor central". O BC não divulga a projeção exata.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br