Bovespa acompanha alta do mercado

Na véspera, bolsa paulista encerrou em baixa de 0,07%

A terça-feira (14) é de recuperação na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Às 10h19, o Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, subia 0,55%, a 49.457 pontos.

O mercado segue as altas registradas no exterior, após os comentários positivos da véspera sobre o desempenho do setor bancário nos Estados Unidos. Na Europa, os principais indicadores sobem cerca de 1%. Ganhos também tomam forma em Wall Street, onde os investidores reagem aos resultados do Goldman Sachs, que teve lucro de US$ 3,44 bilhões, ou US$ 4,93 por ação.

O resultado superou a previsão de US$ 3,54 por ação. Até o final destaa semana, JP Morgan, Citigroup e Bank of America apresentam seus resultados. A Johnson & Johnson também superou o esperado ao reportar lucro de US$ 3,2 bilhões para o segundo trimestre, contra ganho de US$ 3,3 bilhões um ano antes. No lado econômico, atenção às vendas no varejo nos EUA, que subiram 0,6% em junho, acima do 0,4% a 0,5% esperado.

Também foi apresentado o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês), mas o tom não foi tão positivo. A inflação no atacado avançou 1,8% no mês passado, o dobro do previsto e a maior alta desde novembro de 2007. Por aqui, a atenção é aos resultados do varejo nacional, que registraram alta de 0,8% em maio na comparação com abril, após dois meses de queda, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Véspera

A segunda-feira foi bastante instável na Bovespa e fraqueza do setor de mineração resultado em baixa de 0,07% para o Ibovespa, que fechou aos 49.186 pontos. O mercado brasileiro não acompanhou o tom positivo de Nova York, onde o otimismo com o setor financeiro ajudou a puxar uma alta de 2,27% para o Dow Jones. O S & P 500 e o Nasdaq ganharam 2,12% e 2,49%, respectivamente.

Fonte: g1, www.g1.com.br