Bovespa despenca 10% e pára pela terceira vez durante a semana em São Paulo

Até quinta-feira (9), as perdas da bolsa brasileira no ano encostam em 42%

A Bolsa de Valores de S?o Paulo (Bovespa) voltou a interromper suas opera?es nesta sexta-feira (10), pela terceira vez na semana, em meio ao p?nico espalhado pelos mercados mundiais.

Em apenas 35 minutos de negocia??o, o Ibovespa, principal indicador do mercado brasileiro, atingiu queda de 10,19%, acionando o circuit breaker, mecanismo que controla a oscila??o dos indicadores, interrompendo os neg?cios. Pelas regras da Bovespa, os neg?cios devem ser retomados 11h05

Na segunda-feira, as quedas sofridas pelo Ibovespa interromperam os neg?cios por duas vezes. Apenas 18 minutos ap?s o in?cio dos neg?cios, a queda chegou a 10%, deixando o preg?o paralisado por 30 minutos. ?s 11h44, houve nova interrup??o, de uma hora, depois que o indicador bateu em -15%.

No mundo todo, os mercados sofrem pfortes perdas com o alastramento da crise. Na Europa, por volta das 9h30 (hor?rio de Bras?lia), a bolsa de Londres recuava 7,39%. Em Paris, o CAC 40 perdia 8,53%; na Alemanha, o DAX ca?a 9,06%. J? o indicador espanhol Ibex recuava 8,14%. As autoridades reguladoras dos mercados russos impediram que as bolsas de Moscou, uma cotada em d?lares (RTS) e outra em rublos (Micex), abrissem esta sexta.

Na ?sia, as bolsas registraram seu pior dia desde o in?cio da crise. Em T?quio, o ?ndice Nikkei chegou a recuar 11,38%. Acabou fechando no vermelho de 9,62%, seu pior desempenho desde 28 de maio de 2003. Numa tentativa de alavancar o mercado, o Banco do Jap?o (BOJ) forneceu 3,5 trilh?es de ienes (US$ 35,4 bilh?es) para aliviar a situa??o do setor financeiro. A turbul?ncia derrubou a companhia de seguros japonesa Yamato Life Insurance, que pediu a prote??o da lei de fal?ncias.

Em Hong Kong, o ?ndice Hang Seng encerrou em queda acentuada de 7,19%. Em Seul, a bolsa sul-coreana mergulhou 4,13%. A Bolsa de Valores de Xangai resistiu aos ?ndices alarmantes dos principais mercados asi?ticos, mas tamb?m encerrou o preg?o no vermelho: 3,57%.

Os mercados acompanham as perdas registradas na v?spera pela Bolsa de Nova York. Depois de apresentar preju?zos moderados ao longo do dia, o ?ndice Dow Jones - intensificou sua queda no final do dia e desmoronou 7,33%, a 8.579 pontos, em meio aos n?meros negativos de algumas das maiores empresas do pa?s e de temores que o corte coordenado de juros das principais economias mundiais possa n?o ser ser suficiente para impedir uma recess?o global.

Medidas Dr?sticas

Para tentar conter o caos dos mercados, o governo dos EUA est? estudando duas medidas dr?sticas para tentar resolver os problemas dos mercados financeiros, segundo reportagem do "Wall Street Journal" desta sexta: garantir bilh?es de d?lares em d?vida banc?ria e assegurar temporariamente todos os dep?sitos em bancos no pa?s. Se as decis?es forem implementadas, elas significar?o a mais ampla interven??o governamental j? ocorrida no sistema.

Os investidores tamb?m acompanham o encontro do G7 em Washington, que re?ne economista e presidentes de bancos centrais das economias desenvolvidas. As discuss?es ser?o sobre a crise e poss?veis solu?es globais que evitem o colapso econ?mico no mundo tudo.

Os pa?ses do G20, do qual faz parte o Brasil, se re?nem no s?bado. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, tamb?m cumprem agenda nesta sexta em Washington.

Expectativa

Nos Estados Unidos, a expectativa de um poss?vel rebaixamento da nota de cr?dito da General Motors (GM), principal raz?o para o tombo das a?es da montadora no fim da jornada, deve continuar centrando a aten??o dos investidores.

Entre indicadores, o governo americano divulgar? o da balan?a comercial dos Estados Unidos referente ao m?s de agosto, o ?ndice de pre?os de importados medido em setembro e o resultado do Or?amento do Tesouro, tamb?m referente ao m?s passado.

Revers?o

Na quinta-feira, ap?s chegar a operar em alta de 4,5% pela manh?, a Bovespa acabou por inverter a tend?ncia no meio da tarde e afundou seguindo o "tombo" sofrido pelo ?ndice Dow Jones, refer?ncia para o mercado de Nova York, que caiu 7,3% no dia.

Desta forma, o ?ndice Ibovespa acabou por registrar a sexta queda seguida, fechando em baixa de 3,92%, aos 37.080 pontos. A queda acumulada no ano agora ? de 41,96% - o patamar em n?mero de pontos ? o menor desde outubro de 2006.

Fonte: g1, www.g1.com.br