Bovespa opera com forte baixa após ""circuit breaker""

Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, recuava 13,53%, aos 38.493 pontos

A Bolsa de Valores de S?o Paulo (Bovespa) segue operando com baixa na casa dos dois d?gitos na tarde desta segunda-feira (6). ?s 15h26, o Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, recuava 13,53%, aos 38.493 pontos.

O mercado opera sob forte tens?o depois da nova interrup??o das opera?es, provocada pela queda de 15% no Ibovespa, ?s 11h44. ?s 12h44, na retomada dos neg?cios, o indicador ca?a 15,45%, aos 37.638 pontos.

?s 10h18, o Ibovespa j? havia atingido queda de 10%, o que interrompeu os neg?cios pela primeira vez no dia, acionando o circuit breaker, mecanismo que controla a oscila??o dos indicadores. O d?lar tamb?m registra forte alta, aos R$ 2,17.

Foi a primeira vez desde 10 de setembro de 1998 que o mecanismo teve que ser acionado duas vezes no mesmo dia.

Segundo a Bovespa, as regras de negocia??o n?o prev?em novas interrup?es nas opera?es no mesmo dia em caso de nova queda. Exclusivamente para o preg?o desta segunda-feira, no entanto, foi estabelecido o limite de baixa de 20% para o Ibovespa. Caso esse patamar seja atingido, o circuit breaker ser? acionado uma terceira vez, suspendendo os neg?cios at? as 16h30. Depois desse hor?rio, os neg?cios ser?o retomados por meia hora, sem regra de acionamento do circuit breaker at? as 17h, hor?rio de encerramento do preg?o.

Na ?ltima segunda-feira (29), uma queda acentuada tamb?m disparou o circuit breaker na Bovespa, pela primeira vez em quase dez anos. A ?ltima vez em que a ferramenta fora usada foi em 14 de janeiro de 1999, na v?spera da ado??o do c?mbio livre no pa?s.

Nos mercados de todo o mundo, temores sobre a sa?de econ?mica da Europa deixam em segundo plano o al?vio provocado pela aprova??o, pelos Estados Unidos, do plano de US$ 700 bilh?es em ajuda aos bancos.

L? Fora

Nos EUA, a bolsa de Nova York opera abaixo dos 10 mil pontos pela primeira vez desde 2004. O ?ndice Dow Jones - principal indicador da bolsa de Nova York - cedia 4,57%, para 9.853 pontos, enquanto o indicador tecnol?gico Nasdaq perdia 5,63% e o S&P 500 recuava 5,08%.

Na Europa, de acordo com dados preliminares, o ?ndice FTSEurofirst 300 desabou 7,4%, para 1.008 pontos, na maior queda em quatro anos, superando a queda de 6,3% de 11 de setembro de 2001, dia dos ataques que destru?ram o World Trade Center em Nova York.

Em Londres, o FTSE-100 recuou 7,85%. Na Fran?a, a queda do CAC ficou em 9,04%. Frankfurt teve perdas de 7,07%. Em Madri, o Ibex recuou 6,06%. Na R?ssia, as duas Bolsas de Moscou suspenderam suas cota?es ap?s quedas superiores a 14% e 15%, respectivamente.

Na ?sia, o ?ndice Nikkei 225 da Bolsa de T?quio, no Jap?o, terminou o preg?o em baixa de 4,25%, seu pior desempenho desde 12 de fevereiro de 2004. O ?ndice Kospi da Bolsa de Valores de Seul, na Cor?ia do Sul, concluiu a sess?o no negativo: 4,3%. Em Hong Kong, o ?ndice referencial Hang Seng terminou em queda de 4,97%. A Bolsa de Taipei perdeu 4,12%, e ainda encerraram no vermelho: Filipinas, com 2,6%; Sydney, 1,3%; e Nova Zel?ndia, 3,27%.

Crise Europ?ia

Os mercados olham com desconfian?a os ind?cios de crise na Europa. No domingo, o governo e os bancos da Alemanha chegaram finalmente a um acordo para a cria??o de um plano de 50 bilh?es de euros para evitar a quebra do banco de hipotecas Hypo Real State (HRE). No mesmo dia, o governo anunciou que garantir? integralmente correntistas e poupadores particulares.

A Alemanha se une assim a Irlanda e Gr?cia na prote??o total das contas de correntistas particulares, uma das iniciativas mais importantes do poder p?blico para conter a crise at? agora. ?ustria e Dinamarca tamb?m anunciaram neste domingo que garantir?o os dep?sitos particulares, enquanto na Inglaterra vozes j? se levantam pedindo medida semelhante por parte do governo.

A Alemanha, maior economia europ?ia, tenta prevenir as imprevis?veis conseq??ncias da bancarrota do Hypo, cujos ativos chegavam a 400 bilh?es de euros no final de 2007. Uma primeira tentativa de plano de resgate da institui??o fracassou no s?bado.

Fonte: g1, www.g1.com.br