Bovespa tem segunda maior queda do ano e acumula perda de 28% em 2008

Foi a segunda maior queda do ano da bolsa, atrás apenas dos 7,59%

A Bolsa de Valores de S?o Paulo (Bovespa) seguiu a tend?ncia pessimista do mercado mundial e registrou queda de 6,74% no ?ndice Ibovespa, principal refer?ncia para o mercado brasileiro, fechando aos 45.908 pontos. Foi a segunda maior queda do ano da bolsa, atr?s apenas dos 7,59% registrados na segunda-feira.

Na m?nima do dia, por volta das 14h40, o indicador chegou a cair cerca de 6,85%. A forte volatilidade acentuou o volume financeiro, que atingiu R$ 7,4 bilh?es. Com o resultado, a desvaloriza??o acumulada em 2008 atingiu os 28,14%. No m?s de setembro, a queda ? de 17,55%.

O mergulho da Bovespa acompanhou a tend?ncia das bolsas americanas, onde os operadores mant?m reservas sobre o an?ncio do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) de socorro para a seguradora AIG, a maior dos EUA. Com isso, o Dow Jones, refer?ncia para o mercado de Nova York, teve queda de 4,06% no dia, enquanto o indicador tecnol?gico Nasdaq caiu 4,94%.

Cen?rio nos EUA

A queda das bolsas dos EUA ? puxada pelos dois ?ltimos bancos de investimento norte-americanos independentes, Morgan Stanley e Goldman Sachs, cujas a?es recuaram acentuadamente - o primeiro teve queda de 24,22% e o segundo recuou 13,92%. Entre as empresas em crise, a AIG caiu 45,87%, para US$ 3,75, e o Lehman Brothers, 56,67%, para apenas US$ 0,13.

Outra "bola da vez" s?o os Money Market Funds (MMF), ve?culos de investimento que visam curto prazo com baixo risco, depois que um deles teve que congelar os saques ontem. Tamb?m h? preocupa??o com o Morgan Stanley, mesmo depois de o banco de investimento ter anunciado resultados acima do esperado ontem.

Os investidores tamb?m analisaram o an?ncio de que o banco brit?nico Barclays adquirir? alguns dos principais neg?cios de intermedia??o nos Estados Unidos do quebrado banco de investimentos Lehman Brothers, por cerca de US$ 1,7 bilh?o.

Panorama Internacional

O mercado europeu teve forte baixa no dia, seguindo o pessimismo geral das bolsas mundiais. Entre os principais mercados da Uni?o Europ?ia, Londres caiu 2,25%, Franfkurt teve baixa de 1,75% e Paris recuou 2,14%.

As bolsas asi?ticas encerraram o preg?o sem uma rea??o comum ?s a?es de salvamento do Fed. Enquanto as bolsas de Jap?o e Cor?ia do Sul mostram que est?o em fase e recupera??o diante da crise, bolsas de Xangai e Hong Kong seguem em turbul?ncia e terminam o dia em baixa.

Na R?ssia, as bolsas de Moscou interromperam as opera?es ap?s forte queda de 6%. Foi o segundo dia seguido em que o chamado "circuit braker" foi acionado. Na v?spera, a bolsa local chegou a cair 17%.

Fonte: g1, www.g1.com.br